header top bar

section content

Brasil faz 4×0 e quebra tabu contra Uruguai

O Brasil quebrou um tabu de 33 anos e voltou a vencer o Uruguai em Montevidéu na tarde deste sábado, 06, por 4×0. O resultado deixa a equipe com 24 pontos e cada vez mais próxima da classificação para a Copa do Mundo da África do Sul. A seleção brasileira pode assumir a liderança das […]

Por

06/06/2009 às 18h23

O Brasil quebrou um tabu de 33 anos e voltou a vencer o Uruguai em Montevidéu na tarde deste sábado, 06, por 4×0. O resultado deixa a equipe com 24 pontos e cada vez mais próxima da classificação para a Copa do Mundo da África do Sul.

A seleção brasileira pode assumir a liderança das Eliminatórias 2010 já na rodada da próxima quarta, 10, no Recife. O confronto será contra o Paraguai, no estádio do Arruda.

A última vitória brasileira contra os uruguaios, em Montevidéu, havia sido em 1976. O Brasil venceu por 2×1, com gols de Nelinho e Zico.

O jogo – As duas equipes começaram a partida se estudando e o péssimo estado do gramado dificultava a criação de jogadas. E foi se aproveitando de uma falha do campo que o Brasil saiu na frente. Aos 11 min, Daniel Alves arriscou de fora da área e a bola quicou na frente do goleiro, que falhou e viu a bola entrar: 1×0.

A Celeste tentou dar o troco e desperdiçou uma ótima oportunidade aos 21 min. Em chute cruzado, a bola passou por Júlio César, mas Daniel Alves salvou em cima da linha. Aos 25, a bola foi levantada na área e Eguren cabeceou à direita do gol.

Só a partir dos 30 min é que o Brasil voltou a ter a posse de bola e segurar o ímpeto dos donos da casa. E aos 31, Luís Fabiano recebeu um carrinho dentro da área, mas o árbitro não marcou a penalidade. Aos 34, a seleção brasileira ampliou.

Após cobrança de escanteio, Juan cabeceou e o goleiro defendeu. No rebote, Elano pegou a sobra e mandou na área novamente e Juan desta vez colocou para dentro da rede: 2×0. Mas se engana que o gol abalou o Uruguai. Pelo contrário.

Aos 36 min, o time perdeu um gol incrível. Álvaro Pereira recebeu de frente para Júlio César e bateu, mas o goleiro brasileiro mandou para escanteio com a ponta dos dedos. Aos 42, novamente o arqueiro da Inter de Milão salvou o Brasil.

Luiz Suárez invadiu a área pelo lado esquerdo e chutou. Júlio César defendeu.

Na etapa final, o Brasil não deu nem tempo do Uruguai se situar em campo e tratou de fazer o terceiro aos 6 min. Kaká trocou passes com Elano, que tocou para Luís Fabiano. O “Fabuloso” chutou forte, sem chances de defesa para Viera: 3×0.

Quatro minutos depois, Forlán apareceu bem e arriscou de fora da área, mas Júlio César colocou para escanteio. Aos 13, Luís Fabiano respondeu com um chute na saída do goleiro, que conseguiu evitar o quarto gol brasileiro.

O jogo estava bem movimentado, e aos 17 min, Diego Godín chutou de longe e a bola passou raspando a trave. Um minuto depois, Kaká tocou para Luís Fabiano, que bateu à meia altura, mas Viera fez grande defesa.

Aos 29, o Brasil fez mais um com Kaká. O meia invadiu a área e foi derrubado. Ele mesmo bateu e ampliou: 4×0.

Aos 38 min, o Uruguai ainda mandou uma bola na trave, mas não conseguiu reagir e ficou assim.

Ficha Técnica:
Brasil: Júlio César, Daniel Alves, Juan, Lúcio e Kléber; Gilberto Silva, Felipe Melo, Elano (Ramires) e Kaká; Robinho (Josué) e Luís Fabiano. Téc.: Dunga.
Uruguai: Sebastian Viera, Maximiliano Pereira, Diego Godín, Valdez e Matín Cáceres; Sebastián Eguren, Diego Pérez (Sebastián Abreu), Jorge Martinez e Álvaro Pereira (Álvaro Fernández); Diego Forlán e Luiz Suárez (Cavani). Téc.: Oscar Tabárez.

Fonte: Wscom

Tags:
AMOR E FÉ

ESPECIAL DE FÉRIAS: Crianças e adolescentes de Cajazeiras e Sousa abrilhantam programa na TV Diário

AUXILIAR DO TROVÃO

VÍDEO: Agora no Atlético-PB, ex-jogador do Corinthians está confiante em vaga no Brasileirão da Série D

SAÚDE & BEM-ESTAR

VÍDEO: Médico alerta para consequências do uso excessivo de alguns medicamentos no aparelho digestivo

DIRETO AO PONTO

VÍDEO: Colunista comenta por que Rodrigo Maia se tornou o ‘queridinho’ de Bolsonaro e de deputados da PB