header top bar

string(13) "diario-sertao"

section content

Vital propõe ações contra aumento dos crimes em agências bancárias na Paraíba. Confira!

Só este ano, foram registradas 87 ações criminosas contra os bancos do Estado

Por

29/07/2013 às 14h39

Na manhã desta segunda-feira (29), o senador Vital do Rêgo (PMDB-PB) reafirmou sua bandeira de luta ao lado da deputada federal peemedebista Nilda Gondim em prol de programas de enfrentamento a criminalidade na Paraíba que precisam de investimentos urgentes.

O parlamentar peemedebista considera alarmante o crescimento do número de crimes contra as agencias bancarias no Estado dados esses atualizados constantemente no Mapa de ataques a bancos na Paraíba desenvolvido pelo Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos Bancários da Paraíba, apenas este ano, foram registradas 19 ações criminosas contra os bancos do Estado.

Essa explosão foi a terceira ocorrência criminosa contra bancos no Estado, este mês. No ano, agora são 87 ocorrências, sendo: 28 explosões (17 no Banco do Brasil, 2 na Caixa, 10 no Bradesco e 1 no Santander), 26 arrombamentos (8 no Banco do Brasil, 8 no Bradesco, 7 no Santander , 1 no Itaú, 1 no HSBC e 1 na Caixa), 12 assaltos (5 no Bradesco, 4 no Banco do Brasil, 1 no Santander, 1 na Caixa e 1 no Itaú), 11 tentativas de assalto/arrombamento/explosão (4 no Banco do Brasil, 5 no Bradesco e 2 no Santander) e 8 saidinhas de banco (2 no Bradesco, 2 na Caixa, 4 no Santander).

Neste final de semana – Um grupo de criminosos armados explodiu o caixa eletrônico de um banco privado em São Sebastião de Lagoa de Roça, no Agreste paraibano, na madrugada deste sábado (27). De acordo com informações da Polícia Militar, os suspeitos não teriam conseguido levar nenhum dinheiro. Este foi o segundo ataque à mesma agência bancária este ano.

Nilda indaga que se não houver um plano de ação claro por parte da Secretaria de Segurança Pública da Paraíba, tais acontecimentos vistos nas cidades interioranas da Paraíba que passaram a ser matéria constante nos programas jornalísticos e nos jornais impressos do nosso cotidiano, só tendem a aumentar. Atentados aos caixas eletrônicos executados por bandidos de alta periculosidade e, também, com alto nível de sofisticação da prática criminosa passaram a ser corriqueiros. “Dados como esses citados acima nos envergonham, nos preocupam e nos deixam profundamente indispostos”, disse.

Visando combater essa prática a nível nacional o senador Vital do Rêgo já implementou projeto de lei no Senado Federal cobrando do Banco Central (BC) formas que invalide o dinheiro roubado nesses assaltos. “Uma forma de combatemos essa prática criminosa de assaltos a bancos que já é realizada em outros estados da federação e anular o maior benefício desses delinquentes, que é justamente o dinheiro levado. Meu projeto visa cortar essa fonte de recursos anulando as cédulas”, destacou Vital.

O congressista relata que o Banco Central vem analisando o projeto da empresa multinacional Oberthur Cash Protection, que trouxe para o Brasil um sistema que invalida o dinheiro roubado através do tingimento das notas. Porém Vital lembra que essa concepção não tem apresentado resultados satisfatórios. “Vou requisitar do BC que pesquise novas ideias, pois entendo que esse dinheiro serve para financiar outras práticas do crime organizado”, afirmou o parlamentar.

Para o senador a sensação de insegurança constatada pela sociedade paraibana vem sendo verificada em diversos dados como os da pela ONG (organização não governamental) mexicana ‘Segurança, Justiça e Paz’ onde apontou João Pessoa como a 2ª cidade mais violenta do Brasil e 6ª do mundo, com uma com uma taxa de 71,59 assassinatos a cada 100 mil habitantes.

Assessoria

Tags:
BLACK FIADO

VÍDEO: Conheça a versão mais popular da Black Friday que agita o comércio de Cajazeiras durante 30 dias

DESTAQUES DA SEMANA

VÍDEO: Repercussão da entrevista de José Aldemir encabeça as polêmicas do Direto ao Ponto desta terça

PROGRAMA DE MÚSICA

VÍDEO: Confira as novidades que vêm aí na nova temporada do Acústico Diário com cantor cajazeirense

VÍDEO

Secretário responde a sindicato e diz que acusações contra prefeito de Cajazeiras podem parar na Justiça