header top bar

string(13) "diario-sertao"

section content

Previsão que Andaime terminará em pizza e corte de 26 mi da UFCG estão na Faisqueira

Segundo um advogado de Cajazeiras, a Operação Andaime da Polícia Federal “teve mais mídia e vai resultar em quase nada”

Por

16/08/2015 às 11h35

Só mídia
Renomado advogado cajazeirense afirma, categoricamente, ao folhear as mais de cem páginas do processo da Operação Andaime, que depois de exprimida: “sobra pouca coisa” e foi mais além – “teve mais mídia e vai resultar em quase nada”. Este advogado não é patrono de nenhum dos envolvidos.

Operação Lava roupa
A prefeita Denise, Carlos Antonio e Júnior Araújo reuniu doze vereadores, neste último sábado, para uma “lavagem de roupa suja” e principalmente para “pacificar” os revoltados do grupo e tentar diminuir o disse-me-disse e o leva-e-traz. Mas, talvez, o objetivo principal desta reunião tenha sido para “sentir” quem na realidade vai se engajar no projeto de reeleição de Denise. 

Operação Lava roupa 2
Neste encontro, o discurso, como sempre, mais inflamado foi o do ex-prefeito Carlos Antonio e o mais moderado foi a da prefeita Denise. A maioria dos edis se limitou a pedir algumas ações da prefeitura para as suas áreas de atuação, mas as grandes obras e as bandeiras de lutas da cidade sequer foram pautadas.

 Veja mais:
?Vereadores da situação votam a favor de CPI para investigar suposto desvio de verbas

?MPF detalha atuação da quadrilha presa na Operação Andaime; 18,3 milhões foram desviados

MPF e PF desarticulam quadrilha que fraudou licitações de prefeituras; Cajazeiras está na lista

Operação Andaime chega a 49 acusados por prática de 223 crimes em CZ e região. Veja!

O NÉGO de José Aldemir 
O deputado estadual José Aldemir Meireles, depois que o vereador Eriberto Maciel declarou que ele poderia se compor com a prefeita Denise se apressou em desmentir o fato. Na realidade o que o deputado vem afirmando é que é muito difícil ficar do lado em que estiver o ex-prefeito Carlos Antonio. São rancores, mágoas e feridas ainda não cicratizadas, da última campanha. 

O NÉGO de José Aldemir 2
Três fortes correntes se contrapõem sobre a posição política de José Aldemir com relação às eleições municipais de Cajazeiras: uma quer que ele seja candidato, outra defende que ele apóie Denise e a terceira quer que ele fique nas oposições sem ser candidato. Tem muitas pedras no caminho de Zé Aldemir, não se sabe ainda quais ele vai retirar para chegar, em 2016, firme para participar das eleições, já sonhando com 2018.

Mandar benzer
O presidente da Assembléia Legislativa da Paraíba deve mandar benzer os deputados, urgentemente, não só pelo bispo, mas por todos os pais de santos, porque as doenças estão mandando os parlamentares para o estaleiro: primeiro foi Tião Gomes, depois Jeová e agora Ricardo Barbosa. Neste rojão a Casa de Epitácio Pessoa vai virar um hospital.

Cacimba secando
Como pauta da greve dos professores, que já ultrapassou os 60 dias, o reitor da UFCG, Edilson Amorim, compareceu a uma assembléia no Campus de Cajazeiras e o que se ouviu é grave: se for confirmado um corte de 26 milhões de reais e não haja suplementação orçamentária, não será possível pagar as contas de outubro, novembro e dezembro. Prenuncio de quebradeira e fechar a UFCG para balanço

Cacimba secando 2
O reitor disse ainda que vem disputando recursos “na tapa” no MEC e que há uma dívida de R$1,6 milhão com a Imprensa Oficial e atrasos no repasse a empresas terceirizadas, às empreiteiras, no pagamento de fornecedores de combustível, das contas de água, luz e telefone. Esta é a Pátria Educadora.

Sem necessidade
Vereadores da oposição de Cajazeiras não conseguiram aprovar uma CPI para apurar o relacionamento da administração municipal com a Operação Andaime, o que seria perda de tempo: é só ir para o site da Justiça Federal de Sousa e ler as mais de cem folhas do processo, que tem informações que jamais em tempo algum qualquer CPI iria obter. O galo canta, mas eles não sabem aonde.

Costurando adesões
O vice-prefeito de Cajazeiras, Júnior Araújo, tem sido o principal articulador do grupo da situação, tendo como objetivo, neste momento, de ir pavimentando a campanha da reeleição de Denise e como não poderia deixar de ser a sua própria como candidato a vice.  
  
2018
As articulações e conspirações políticas que estão sendo arquitetadas nos bastidores da política de Cajazeiras têm um destino: as eleições de 2018: há quem jure pela alma da mãe, que o candidato a deputado estadual da prefeita Denise será Carlinhos Filho. Alguém tem dúvida? Talvez, esta “birra” de Zé Aldemir seja por isto. Jeová seria o federal do grupo. 

DO GAZETA DO ALTO PIRANHAS

Tags:
VÍDEO

Secretário responde a sindicato e diz que acusações contra prefeito de Cajazeiras podem parar na Justiça

CLUBE VIVE IMPASSE

VÍDEO – Representante do Atlético em reunião da FPF apresenta fórmula para participar do Paraibano 2019

VÍTIMA DA DIABETES

VÍDEO: Ameaçada de perder o segundo pé, idosa de Cajazeiras pede ajuda para adquirir sandália especial

ASSISTA

VÍDEO: ‘Mensagem de Esperança’ debate o mundo e o mal, sexo e outros temas