header top bar

section content

Radialista de Cajazeiras critica homenagens e comendas dadas a pessoas que nada trouxeram para cidade. Veja

O radialista disse ainda, que tais titulações são merecidas somente a pessoas que ‘brigaram’ para grandes conquistas para cidade. "Só para quem merece"

Por

26/05/2015 às 17h06

O radialista Jarismar Pereira no seu comentário do “Direto ao Ponto” da TV Diário do Sertão criticou nesta terça-feira (26), as câmaras municipais que concedem títulos de cidadanias e honra ao mérito sem qualquer justificativa.

Segundo Jarismar Pereira, os vereadores, de Cajazeiras e da Paraíba não usam critérios para definir quem realmente realizou grandes benefícios pela cidade. 

O radialista disse ainda, que tais titulações são merecidas somente a pessoas que ‘brigaram’ para grandes conquistas para cidade. No caso de Cajazeiras ele citou que o reconhecimento deve ser para aqueles que lutaram para trazer a universidade para cidade, o curso de Medicina, o abastecimento de água entre outros serviços relevantes e que sirva a todos indistintamente.

“Essas coisas deixam as câmaras desacreditadas e por isso poucas pessoas comparecem as sessões”. Destacou o radialista

Jarismar Pereira disse a história de agradar políticos e pessoas que exercem altos cargos tem que acabar, pois as comendas devem ser conseguidas por merecimento. “Tem que se para quem fez e pode fazer pelos municípios”.

Nesta terça-feira (26), a gerente regional de educação, Andréa Braga vai receber uma comenda da Câmara municipal de Cajazeiras.

DIÁRIO DO SERTÃO

Tags:

Recomendado para você pelo google

MUITA HISTÓRIA

VÍDEO: Idosa da cidade de Patos completa 107 anos com lucidez e bom humor; conheça sua história de vida

ROTINA

VÍDEO: Homem é preso na cidade de Cajazeiras após furtar celulares de loja em dois dias seguidos

NÃO QUIS ESPERAR

VÍDEO: Vereador de Itaporanga rompe com deputado estadual e anuncia que será candidato a prefeito

NOVO DECRETO

VÍDEO: Exonerações, cortes e proibições na prefeitura de Cajazeiras é para garantir 13º, diz secretário