header top bar

section content

No JB: Cícero volta a detonar Maranhão III

Matéria publicada na edição desta sexta-feira (28) no Jornal de Brasília destaca que o senador Cícero Lucena Filho (PSDB) mantém as denúncias sobre perseguição política do governador José Maranhão (PMDB) a servidores com mais de 12 anos de trabalho no Estado. Cícero ataca, ainda, a falta de legitimidade da atual gestão estadual e reafirma a […]

Por

28/08/2009 às 12h49

/Matéria publicada na edição desta sexta-feira (28) no Jornal de Brasília destaca que o senador Cícero Lucena Filho (PSDB) mantém as denúncias sobre perseguição política do governador José Maranhão (PMDB) a servidores com mais de 12 anos de trabalho no Estado. Cícero ataca, ainda, a falta de legitimidade da atual gestão estadual e reafirma a esperança do PSDB paraibano de que o Supremo Tribunal Federal corrija uma distorção: um segundo colocado, que não teve a maioria dos votos dos paraibanos, governa o Estado.

Veja a matéria, na íntegra:

Tucanos ainda têm esperanças de tirar o atual governador do cargo
Bruno Santa Maria

O senador Cícero Lucena (PSDR-PB) acusou ontem o governador da Paraíba, José Maranhão, de estar perseguindo politicamente servidores públicos com mais de 12 anos de serviços prestados ao estado. De acordo com Lucena, o estado está "paralisado" e com obras embargadas desde que o ex-governador Cássio Cunha Lima (PSDB), perdeu seu mandato, em fevereiro deste ano, por decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

"O governo atual está substituindo os critérios técnicos pelos políticos na hora de contratar e demitir funcionários. Muitos profissionais da área de educação, especialmente professores estão trabalhando com medo", afirmou Lucena.

O presidente do diretório do PMDB na Paraíba, Antonio Souza da Silva, rebateu as críticas feitas pelo tucano. Ele alegou que os servidores demitidos eram ocupantes de cargos de confiança. "É um direito do atual governador trabalhar com quem é de sua confiança. O senador Cícero Lucena deve ter se esquecido que Cássio Cunha Lima, assim que as Sumiu o primeiro mandato, em 2003, chegou a demitir 4,091 mil servidores", afirmou.

Do Jornal do Brasil

Tags:
AMOR E FÉ

ESPECIAL DE FÉRIAS: Crianças e adolescentes de Cajazeiras e Sousa abrilhantam programa na TV Diário

AUXILIAR DO TROVÃO

VÍDEO: Agora no Atlético-PB, ex-jogador do Corinthians está confiante em vaga no Brasileirão da Série D

SAÚDE & BEM-ESTAR

VÍDEO: Médico alerta para consequências do uso excessivo de alguns medicamentos no aparelho digestivo

DIRETO AO PONTO

VÍDEO: Colunista comenta por que Rodrigo Maia se tornou o ‘queridinho’ de Bolsonaro e de deputados da PB