header top bar

section content

Confira as quentes da política

Coluna do Jornal Gazeta do Alto Piranhas

Por

15/06/2009 às 18h34

Indignado
O deputado estadual Jeová Campos (PT) está indignado com umas acusações que estão fazendo a sua pessoa de forma anônima e abstrata. O mesmo está indefeso. Acusação feita de forma não concreta e quando você não se depara com o acusador fica difícil à defesa e permanece a má fama plantada por acusações levianas, inconsistentes e gratuitas. É preciso que o autor do documento anônimo se apresente e ponha a cara para bater.

Adesismo
A vereadora Léa Silva, da Câmara Municipal de Cajazeiras, em entrevista na Rádio Alto Piranhas, no Programa Trem das Onze, sob o comando de Fernando Caldeira, declarou que existe um adesismo descarado na política atual de Cajazeiras. Disse ainda: fui eleita para ser vereadora de oposição e assim vou cumprir o desejo do povo que me elegeu.

Adesismo 2
Foi contundente com os adesistas que aportaram de pára-quedas no governo do médico Léo Abreu e tachou de “infeliz o homem que cospe no prato que comeu”. São tantos os que só são “amigos do poder” que não dá para identificar qual seria o seu colega de parlamento que vem cuspindo no prato e que enchia a barriga sua, de uma infinidade de amigos, familiares e apaziguados. Mas quem quiser saber maiores detalhes é só passar no calçadão maldito da Rua Tenente Sabino que os fofoqueiros de plantão, além dos nomes, dão todos os detalhes das negociatas.

Adesismo 3
No mesmo vagão do trem, ao avaliar o desempenho do secretariado do prefeito Léo Abreu, falou apenas de um: o professor José Francisco de Abreu, o homem das finanças: “este eu conheço é um homem de caráter e sério”. Com relação aos outros, passou ao largo: “não os conheço”. Vale ressaltar que o professor Abreu é da escola do saudoso Monsenhor Vicente Freitas, privilegiado, como outros filhos de Cajazeiras, que receberam lições de vida, de educação e de administração deste honrado e valoroso sacerdote. Léa foi muito dura. Tem outros bons auxiliares neste governo.

Adesismo 4
Com relação à administração, a vereadora fez séria criticas ao que ela considera essencial para uma boa gestão: funcionalismo em dia, coleta de lixo e conservação do leito das ruas e avenidas da cidade que estão esburacadas. “Esta gestão, depois de cinco meses ainda não disse para que veio e deixa muito a desejar”. Léa está aprendendo a ser oposição.

Uma banda para Jeová

O prefeito Léo Abreu (PSB), segundo se comenta, estaria com um plano B para salvar seu segundo mandato ou o seu desejo de concorrer à reeleição com ampla chance de vitória, face ao impasse criado entre Jeová e seu pai, o médico Antonio Vituriano, que já declarou por inúmeras vezes que não faria dobradinha em Cajazeiras com Jeová, apoiando sua candidatura a deputado federal. A única saída seria: Léo apoiaria Jeová e Vituriano um outro candidato e assim ficaria preservada a unidade do grupo da ex-oposição, para as eleições de 2012.

Uma banda para Jeová 2
Resta saber se o deputado estadual Jeová Campos, também candidato a federal nas próximas eleições, vai aceitar “acordo” entre os dois principais líderes do seu grupo político, pois este fato poderá comprometer seu projeto político. Como ainda tem muito tempo pela frente para resolver estes “pruridos políticos” Jeová vai conduzindo a sua campanha por outros caminhos na tentativa de não ficar refém desta situação.

José Aldemir
Quem também prestou uma entrevista na Rádio Alto Piranhas foi o deputado estadual José Aldemir Meireles que se por um lado fez duras criticas a administração do prefeito de Cajazeiras, médico Léo Abreu, por outro lado fez rasgados elogios ao ex-prefeito, médico Carlos Antonio. José alicerça com muita sabedoria sua estrada de volta à Assembléia da Paraíba, em 2010. E nada melhor do que ter Carlos Antonio do seu lado e no mesmo palanque pedindo votos para sua reeleição.

Barrado
O vereador Delzim (PT), ao se dirigir à Secretaria de Educação de Cajazeiras, para falar com sua titular, professora Geneluza Dias, foi barrado por uma funcionária. E ao ser indagado se havia marcado a hora da audiência, porque teria que fazer uma ficha, arregalou os olhos, retirou a moça do seu caminho e entrou “na marra” na sala da excelentíssima secretária. Comenta-se que até o prefeito tem que marcar a hora para falar com a mesma. Vôte!

Devagar
O vereador Delzim, usando a tribuna da Câmara fez o seguinte comentário: “o Secretário do Meio-Ambiente da prefeitura de Cajazeiras, professor José Maria, no rojão que vai, não faz em dez anos o que Cássio Rogério, o ex-secretário da administração anterior, fez em apenas dois meses”. Se Delzim que é da situação está falando deste jeito, imagine o que os vereadores da oposição estão dizendo por aí?

Vice é vice
O vice-prefeito de Cajazeiras, Carlos Rafael, prestigiou a solenidade de formatura dos novos sargentos do 6º BPM e na mesma solenidade estava presente o pai do prefeito Léo Abreu, médico Antonio Vituriano. Teve um pequeno detalhe: o locutor anunciou por diversas que quem estava representando o município no evento não era o vice, mas o pai do prefeito. Um popular comentou: – nesta administração tudo é diferente, o vice não seve nem para representar o prefeito? É pouco prestigio mesmo.

Rasteira
O vereador Marcos Barros deu uma rasteira no seu colega Severino Dantas que ele não conseguiu se levantar ainda. Antecipou mais uma vez a eleição para a mesa da casa e foi eleito pela sexta vez presidente da Câmara Municipal de Cajazeiras. Seu mandato vai agora até o ano de 2012. Acha pouco ou quer mais? Só houve um voto contra: o de Severino, que foi pego de surpresa e seu sonho de ser presidente foi adiado mais uma vez.

Zumbido no ar
Jeová poderá ser candidato a prefeito de Cajazeiras e Carlos vai embarcar no governo de Zé Maranhão. Aguardem detalhes.

Do Jornal Gazeta do Alto Piranhas

Tags:
DEPENOU O GALO

VEJA OS GOLS: Atlético de Cajazeiras vence o Treze de Campina e assume a liderança isolada do Paraibano

NA TELA DA TV DIÁRIO

Diário Esportivo traz tudo sobre a 2ª rodada do Paraibano; Tático narra gol da vitória do Atlético

SE CUIDE!

VÍDEO: No Janeiro Branco, Diversidade em Foco promove uma ‘Conversa sobre suicídio e como evitá-lo?’

RECONHECIMENTO

Prefeito de Sousa garante ajuda mensal ao médico cubano: “Eu irei ajudá-lo em todos os momentos”