header top bar

section content

Francivaldo Albuquerque faz duras críticas a eleição do Conselho Tutelar: ‘Cidade está morta’

O padre taxou a sociedade de covarde. “Quando acontece uma chacina todo mundo vai atirar pedras. Mas, na hora de questionar, todo mundo fica mudo"

Por

02/10/2015 às 15h56

O padre Francivaldo Albuquerque de Cajazeiras, esteve no programa Balanço Diário da TV Diário do Sertão  nesta sexta-feira (02) e criticou a forma como acontece a eleição do Conselho Tutelar no município. Segundo o padre, a eleição é baseada em interesses e revestida por hipocrisia.

“Essas eleições têm acontecido da pior forma possível. Não existe debate, nem lançamento de proposta. Só se pensa em eleger”, disse.

Francivaldo criticou também o fato de Cajazeiras só ter um local de votação que é a Escola Estadual Manoel Mangueira. “Uma cidade deste tamanho só tem um local de votação? Qual foi o esclarecimento feito em mídia? Ninguém fala no assunto”, afirmou o padre.

O padre foi além e taxou a sociedade de covarde. “Quando acontece uma chacina todo mundo vai atirar pedras. Mas, na hora de questionar, todo mundo fica mudo. A cidade está morta”.

DIÁRIO DO SERTÃO

Tags:
NOVIDADES

Xeque-Mate visita lançamento do novo plano da Eletrosorte, que firmou parceria com gigante dos seguros

FUTEBOL DE CAJAZEIRAS

VÍDEO: Dirigentes e ex-jogadores relembram histórias marcantes do Duque de Caxias, que completou 50 anos

VÍDEO: Programa de rádio que é sucesso na região de Campina fecha parceria com emissora de Cajazeiras

SHOW AO VIVO

VÍDEO: Banda da cidade de Baixio, no Ceará, agita o programa Balanço Diário com sucessos do forró