header top bar

string(13) "diario-sertao"

section content

Agrônomo afirma que volume do Boqueirão acaba este ano e dispara: Inverno só em 2025

Segundo o engenheiro, a situação de Boqueirão é crítica e o racionamento em CZ deveria ter sido iniciado há dois anos. Vídeo!

Por

28/08/2015 às 23h00

O engenheiro agrônomo, Adalberto Nogueira criticou a visita realizada esta semana ao Açude de Engenheiro Ávidos (Boqueirão) e disse que a ANA (Agência Nacional das Águas), Aesa (Agência Executiva de Gestão das Águas da Paraíba) e outros órgão responsáveis pela água esperaram o manancial chegar quase ao nível morto para tomar alguma providência para Cajazeiras.

Leia tambémANA e AESA visitam Boqueirão e órgãos vão ditar novas regras de racionamento para CZ
 
Segundo Adalberto, a situação agora é crítica e o racionamento deveria ter sido iniciado há dois anos. 

O engenheiro alertou que o açude de São Gonçalo só tem água para abastecer Sousa por mais 15 dias e disse que o manancial de Boqueirão deve chegar ao seu volume morto no mês de dezembro deste ano. 

Para piorar a situação, Adalberto informou que só deve haver inverno no ano de 2025. “Para Boqueirão sangrar precisa haver um inverno excepcional”, disse ele.

Com relação a obra da Transposição do Rio São Francisco, considerada por muitos como a salvação dos nordestinos, Adalberto declarou que ás aguas não poderão descer nos rios da região sem que haja o saneamento certo nas cidades.

DIÁRIO DO SERTÃO

Tags:
NA PARAÍBA

OPINIÃO: Atraso de salários e falta de obras podem custar derrotas em 2020 a prefeitos do Alto Sertão

FIM DA NOVELA

VÍDEO: Irmãos Lira permanecem no comando do Atlético de Cajazeiras e já anunciam 17 jogadores de fora

REPORTAGEM ESPECIAL

VÍDEO: Igualdade de direitos entre brancos e negros é mito, afirma ativista social de Cajazeiras

OPORTUNIDADE

VÍDEO: Primeira etapa de venda do melhor loteamento do Sertão da PB continua aberta; saiba as vantagens