header top bar

section content

Prefeito de São João do Rio do Peixe vai ser investigado pelo Ministério Público por beneficiar familiares. Confira

Para tal investigação, o MP parte de uma denúncia oriunda da Câmara de Vereadores. Segundo a denúncia, as irregularidades foram cometidas em 2013

Por

31/05/2015 às 16h49

O Ministério Público vai investigar possíveis irregularidades do prefeito de São João do Rio do Peixe, Airton Pires (PSC) referente a locação de veículos, sem licitação, à familiares do gestor. 

Para tal investigação, o MP parte de uma denúncia oriunda da Câmara de Vereadores da cidade. De acordo com a denúncia, as irregularidades foram cometidas no ano de 2013.

Veja também: 

?Prefeito da região de Cajazeiras ignora máquinas do Governo e gasta milhões com terceirização

?Empresário do ramo musical confidencia a amigos que está pronto para enfrentar Airton Pires em 2016

?Ex-prefeito de São João do Rio do Peixe lamenta situação da cidade, diz que gestor é desastrado e afirma: "Estou de volta"

?Oposição se reúne em Cajazeiras e promete nome forte para derrubar Airton Pires. Ouça

?Prefeito de São João do Rio do Peixe nega aproximação com ex-gestor, taxa Lavô de irresponsável e responde a empresário

Além disso, o prefeito Airton também será investigado por contratar mais servidores que o permitido por lei.

O procedimento administrativo investigatório vai verificar o mal uso de recursos públicos e suposto crime de improbidade administrativa e foi decidido pelo Subprocurador Geral de Justiça, Nelson Antônio Cavalcante.

Veja a documentação abaixo:

DIÁRIO DO SERTÃO

Tags:
É DO SERTÃO!

Cantores mirins do Vale do Piancó estão fazendo sucesso e bombando em vários estados brasileiros

PROBLEMA GRAVE

VÍDEO: No Xeque-Mate, voluntários debatem sobre maus tratos e abandono de animais em Cajazeiras

SANTO PADROEIRO

VÍDEO: Padre anuncia programação da festa de Dom Bosco em Cajazeiras; festival de música é confirmado

FÓRUM AÇUDE GRANDE

VÍDEO: Grupo entrega documento no MP para fortalecer campanha de revitalização do açude de Cajazeiras