Cidades
04/11/2016 às 09h12 • atualizado em 04/11/2016 às 09h19

postado por: Priscila Belmont

Governo do Estado decreta situação de emergência nos 15 municípios da região de CZ em decorrência da seca

O quadro deve ser agravar até a chegada do próximo inverno. Todos rezam para que ele não seja tardio e que tenhamos boas chuvas ainda este ano. Confira!

Falta de água no Nordeste (Foto facebook)

A falta da água está afetando 175.608 mil habitantes da região de Cajazeiras. O Governo do Estado renovou o decreto que atesta situação de emergência nos 15 municípios da região em decorrência da seca. Cajazeiras, Bom Jesus, Cachoeira dos Índios, Bonito de Santa Fé, Monte Horebe, São José de Piranhas, Carrapateira, São João do Rio do Peixe, Poço José de Moura, Bernardino Batista, Triunfo, Santa Helena, Uiraúna, Poço Dantas, Joca Claudino.

Monte Horebe – A falta d’água afeta a zona urbana e da zona rural, os dois açudes que abastecem a cidade secaram e a água deixou de jorrar nas torneiras, o abastecimento está sendo feito segundo gerente regional da Cagepa, Cleudismar Alexandre (Neném da Cagepa) por carro pipa.

A situação seria resolvida com a implantação de uma adutora de engate rápido e um açude que fica em Bonito de Santa Fé e em Monte Horebe, uma adutora na Barragem de Boa Vista, construída recentemente pela empresa que está trabalhando nas obras da transposição do São Francisco. O Ministério da Integração Nacional informou que adutora será executada brevemente, pois os recursos já foram disponibilizados,não só São José de Piranhas, mas Monte Horebe e outros municípios, faltando apenas escolher as empresas que executarão os serviços.

São José de Piranhas – O açude São José I que tem capacidade para 3 milhões e 51 mil metros cúbicos de água também está quase seco, o Governo do Estado por meio da Companhia de Desenvolvimento dos Recursos Minerais vem perfurando vários poços artesianos, estão sendo instalados caixas d’água e chafarizes no centro e nos bairros da cidade, alguns moradores também perfuraram poços na calçada e no quintal de suas casas e permitem que os vizinhos peguem água. O governador Ricardo Coutinho prometeu ao prefeito eleito Chico Mendes mandar carros-pipas pela defesa civil para ajudar no abastecimento dos quase 20 mil moradores.

Triunfo, Cachoeira dos Índios e São João do Rio do Peixe – O sistema de abastecimento da água entrou em colapso desde o ano passado nessas cidade, entretanto a situação se normalizou após o inverno deste ano, tendo em vista que, os Mananciais que abastecem esses municípios tomaram água.

Uma adutora está sendo implantada na Barragem da Capivara, para abastecer a cidade de Triunfo, obra conseguida junto ao Governador Ricardo Coutinho e uma está sendo implantada no açude de Lagoa do Arroz, para a cidade de São João do Rio do Peixe. O problema é que até agora não foram concluídas e a água não jorra nas torneiras da população.

Bernardino Batista – A reconstrução da adutora da Capivara para a cidade de Bernardino Batista, cujos moradores também estão sem água nas torneiras e sendo abastecidos com carros pipas e poços artesianos, foi iniciado pela Cagepa,por determinação do governador, no entanto, as obras estão paralisadas. O prefeito Gervázio Gomes (PSB), no último encontro com governador Ricardo Coutinho, o fez ciente da situação e pediu a retomada dos trabalhos,que foi determinada a Cagepa, pelo chefe do executivo estadual.

Os municípios que não enfrentam no momento colapso no abastecimento d’água, sofrem racionamento , a exemplo de Cajazeiras, Bonito de Santa Fé, abastecida pelo açude do Bartolomeu, Carrapateira, São João do Rio do Peixe, Triunfo, Santa Helena, além dos que são abastecidos pela barragem da Capivara, a exemplo de Poço José de Moura, Uiraúna, Poço Dantas e Joca Claudino.

Santa Helena e Bom Jesus – Esses municípios são abastecidos pelo açude Lagoa de Arroz, que tomou bastante água no inverno deste ano. Também choveu bem nos dois municípios, momentaneamente a problemática da falta d’água,principalmente para os animais, tendo em vista que a operação nunca deixou de abastecer as cisternas.

O quadro deve ser agravar até a chegada do próximo inverno. Todos rezam para que ele não seja tardio e que tenhamos boas chuvas ainda este ano. A notícia boa é que estamos diante do “La Niña” que favorece chuvas na região nordestina segundo os institutos de meteorologia.

Quando a região central do Pacífico Equatorial está fria, ou seja, quando há uma La Niña configurada, os ventos em altitude são predominantemente ascendentes, ou seja, há grande movimento de parcelas de ar da superfície em direção a níveis mais elevados da atmosfera, fato que favorece a convecção, e consequentemente à formação de nuvens de chuva sobre a região.

A chegada das águas do Rio São Francisco, via Transposição, também é aguardada com muita expectativa e resolveria essa problemática em vários municípios da região inclusive de Cajazeiras. Segundo informações divulgadas pelo Ministério da Integração Nacional. A chegada das águas do rio São Francisco está prevista para os primeiros meses de 2017.

DIÁRIO DO SERTÃO com Gazeta do Alto Piranhas

Deixe seu comentário