header top bar

section content

Iphaep realiza fórum para discutir questões referentes à mulher

As mulheres universitárias, estudantes, estudiosas, jornalistas, professoras, cientistas sociais e líderes comunitárias formam o público-alvo deste Fórum do Iphaep.

Por Priscila Belmont

22/03/2017 às 16h53

O evento vai lembrar, na ocasião, a passagem do Dia 8 de Março, dedicado internacionalmente à mulher.

O Governo do Estado, por meio do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico do Estado da Paraíba, volta a discutir a questão da mulher nesta quinta-feira (23). O evento será realizado a partir das 14h, no Auditório da Sede do Iphaep (Av. João Machado, 348 – Centro de João Pessoa), tendo como palestrante a secretária estadual da Mulher e da Diversidade Humana, Gilberta Santos Soares. As mulheres universitárias, estudantes, estudiosas, jornalistas, professoras, cientistas sociais e líderes comunitárias formam o público-alvo deste Fórum do Iphaep.

A arte-educadora e diretora executiva do Iphaep, Cassandra Figueiredo Dias, vai atuar como mediadora do debate. Segundo ela, o Fórum vai abordar questões de gênero, violência, atuação profissional e direitos humanos. “Este Fórum promove uma reflexão sobre o que temos a comemorar. Neste sentido, pontuando avanços e retrocessos quanto às lutas das mulheres paraibanas, por mais valorização, respeito e autonomia”, disse. São objetivos do Fórum da Mulher: “Conceituar o Dia 8 de Março para as mulheres; apresentar um panorama da situação atual da mulher paraibana: avanços e retrocessos, além de refletir a importância do empoderamento feminino”.

A palestrante Gilberta Soares terá 40 minutos para sua explanação. Logo depois, serão convidadas à mesa as palestrantes, que terão 15 minutos para expor seus pontos de vista. A bibliotecária Rosane Lacet fará suas colocações a partir da perspectiva da mulher no mercado de trabalho. Já a historiadora Sabrina Bezerra, especialista em gênero, irá pontuar a situação da mulher no mundo jurídico, enquanto que a socióloga Sandra R. Azevedo, especialista em gênero, fará suas colocações pontuando a violência contra mulher. Para encerrar, a jornalista Thamara Duarte vai abordar a luta da mulher na perspectiva dos Direitos Humanos.

RESISTÊNCIA – O Fórum Permanente de Ciência e Cultura é uma iniciativa do Governo do Estado da Paraíba, por meio do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico do Estado da Paraíba. Ele se destina a ser um espaço de debate, abordando temas não somente de educação patrimonial, como também de valor artístico, cultural e histórico. Para tanto, vem realizando, ao longo dos anos, parcerias com estudantes, pesquisadores, cientistas e as mais variadas entidades públicas.

Segundo os organizadores, ao término da fala dos integrantes da mesa, o debate desta quinta-feira também será aberto ao público, no momento em que as perguntas serão respondidas pela palestrante e as debatedoras. Ao final, caberá à mediadora, Cassandra Figueiredo, agradecer à mesa, e, às 16h30, promover o encerramento do Fórum do Iphaep.

O evento vai lembrar, na ocasião, a passagem do Dia 8 de Março, dedicado internacionalmente à mulher. A data surgiu há 160 anos, em 1857, quando operárias de uma fábrica de tecidos de Nova Iorque fizeram uma grande greve, ocupando a fábrica e reivindicando melhores condições de trabalho. A manifestação foi reprimida com violência e as mulheres foram trancadas dentro da fábrica, que foi incendiada. Aproximadamente, 130 tecelãs morreram carbonizadas.

A “Plataforma digital do Ministério Público Federal” revela que foi somente em 1910, durante uma conferência na Dinamarca, que ficou decidido que o dia 8 de março passaria a ser o “Dia Internacional da Mulher”. Em 1975, por meio de um decreto, a data foi oficializada pela Organização das Nações Unidas (ONU). No século XXI, as mulheres, em todo o mundo, ainda sofrem, em muitos locais, devido aos salários baixos, violência masculina, jornada excessiva de trabalho e desvantagens na carreira profissional. “Muito já foi conquistado, mas muito ainda há para ser modificado nesta história”, lembram os procuradores federais.

Secom

MERCADO NEGRO

EXCLUSIVO: Padre denuncia que Cajazeiras está repleta de ‘locadoras de armas’: “A polícia sabe” – VÍDEO!

PARABÉNS

VÍDEO: Veja a mais nova música que homenageia a cidade de Cajazeiras nos seus 154 anos de emancipação

AO VIVO

Assista ao Debate de Cajazeiras completo; vários temas foram levantados para melhorar a cidade

CACHOEIRA DOS ÍNDIOS

VÍDEO: Ex-prefeito rompe o silêncio, fala de derrota e lamenta promessa não cumprida de atual gestor