header top bar

section content

UEPB adquire cadeiras de rodas motorizadas para facilitar mobilidade de pessoas com limitações físicas

Os primeiros equipamentos já foram distribuídos para o Centro de Ciências Sociais Aplicadas (CCSA)

Por Redação Diário

19/07/2017 às 18h58

UEPB adquiri 10 cadeiras de rodas motorizadas

Dentro da política de acessibilidade implantada na Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), foram adquiridas recentemente 10 cadeiras de rodas motorizadas para facilitar a mobilidade de professores, técnicos administrativos, estudantes e visitantes que tenham dificuldade para se locomover pelos câmpus da Instituição. A compra foi feita com recursos próprios, através da Pró-Reitoria de Gestão Administrativa (PROAD), representando ao todo um investimento de R$ 59.800,00.

Os primeiros equipamentos já foram distribuídos para o Centro de Ciências Sociais Aplicadas (CCSA), Centro de Educação (CEDUC) e Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS). Na Central de Integração Acadêmica, onde funcionam o CEDUC e o CCSA, antes desta aquisição existia apenas uma cadeira motorizada para utilização das pessoas com limitações físicas que frequentam o local. Os novos equipamentos já estão em funcionamento e à disposição das pessoas que possuam algum problema, temporário ou permanente, que as impeça de circular pelo espaço caminhando normalmente.

professora Marta Lúcia de Souza Celino, que teve um problema de saúde e usa a cadeira motorizada

A professora Marta Lúcia de Souza Celino, que teve um problema de saúde e usa a cadeira motorizada, destaca que os novos equipamentos facilitam a vida das pessoas que precisam se locomover na Central de Integração Acadêmica e ficavam dependendo de apenas uma cadeira. Ela já usa cadeira motorizada há dois anos, devido a sequela de uma poliomielite, artrose no tornozelo e, recentemente, duas cirurgias de fêmur e tíbia, necessitando ainda mais do uso do equipamento.

O professor Ricardo Soares, chefe de Gabinete da Reitoria, ressaltou que a demanda atual na UEPB é grande para o uso das cadeiras motorizadas por parte de membros da comunidade acadêmica que têm necessidades especiais para sua locomoção. Somente no CEDUC, quatro alunos usavam a cadeira motorizada no semestre passado. Além disso, existem casos de professores com problemas de saúde e que receberam orientação médica para evitar subir a rampa a pé, devido ao risco de sofrer com falta de ar.

ONDE ENCONTRAR
As cadeiras disponibilizadas na Central de Integração Acadêmica ficam no hall para acesso dos usuários e dois funcionários da Pró-Reitoria de Infraestrutura (PROINFRA) ficam disponíveis para ajudar as pessoas a manusear o equipamento, principalmente nos primeiros contatos com a nova ferramenta. Além de beneficiar os usuários do CEDUC e CCSA, as cadeiras de rodas motorizadas estão sendo distribuídas para os cursos de Enfermagem e Fisioterapia, no Câmpus I; para o Centro de Ciências Agrárias Ambientais (CCAA), em Lagoa Seca; para o Centro de Ciências, Tecnologia e Saúde (CCTS), em Araruna; para o Centro de Humanidades (CH), em Guarabira; e para o Centro de Ciências Humanas e Agrárias (CCHA), em Catolé do Rocha.

No Câmpus de Campina Grande, o CEDUC possui um Núcleo de Estudos Especiais que atua favorecendo a inclusão de pessoas com dificuldade de locomoção, surdos e portadores de deficiências visuais. Além das quatro cadeiras de rodas motorizadas, a Central de Integração Acadêmica dispõe de três cadeiras convencionais que também podem ser usadas por todas as pessoas com dificuldade de locomoção. A pró-reitora de Gestão Administrativa da UEPB, professora Eliana Maia, destacou a pretensão da Administração

PORTAL DIÁRIO com CODECOM

ENTREVISTA

VÍDEO: Do vício em jogo à fama, ‘Rei das Tapiocas’ de Cajazeiras conta trajetória no programa Xeque-Mate

MARIA CALADO NA TV

Programa Maria calado na TV recebe os Quentes da Pegada da cidade de São João do Rio do Peixe

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa Em Continência ao Senhor Jesus com a participação do Sargento Souza e Marcos Alan

DIÁRIO ESPORTIVO

Diário Esportivo recebe os organizadores do 1º Eco pedal e o garoto prodígio do futebol Luiz Felipe