header top bar

section content

VÍDEO: Gaby Amarantos e Joelma cantam Ex-My Love, o “Melo da Joelma” no Galo da Madrugada que chega ao 40º desfile

Sob um sol escaldante neste sábado (25), milhares de pessoas saudaram o carnaval marcando presença no tradicional Galo Madrugada, bloco recifense que desfila há 40 anos pelas ruas da capital pernambucana. Desde o início do desfile, às 9h, a emoção proporcionada pelo frevo agita não somente quem está no meio da multidão, mas também quem […]

Por Redação Diário

25/02/2017 às 16h46

Sob um sol escaldante neste sábado (25), milhares de pessoas saudaram o carnaval marcando presença no tradicional Galo Madrugada, bloco recifense que desfila há 40 anos pelas ruas da capital pernambucana. Desde o início do desfile, às 9h, a emoção proporcionada pelo frevo agita não somente quem está no meio da multidão, mas também quem faz a festa.

“São 40 anos de muita luta, de defesa da cultura pernambucana. Hoje em dia, há blocos que se espelham no Galo da Madrugada em 11 estados do país”, comenta o presidente do bloco, Rômulo Menezes, orgulhoso do papel que o Galo representa para Pernambuco.

Mesmo para quem vem de fora, a emoção de participar da do bloco é difícil de descrever. “Eu já me sinto pernambucana e amo essa festa. Meu show já virou uma tradição e não tem uma única vez que eu não me sinta alegre em fazer parte disso”, aponta a cantora paraense Gaby Amarantos, que fez dueto com Joelma.

Paraenses apaixonadas declaradamente pelo carnaval pernambucana, as duas cantaram o hit ‘Ex-my Love’, o “melô da Joelma”, segundo Amarantos.

GLOBO.COM

ENTREVISTA

No Xeque-Mate, corretor avalia que Cajazeiras é melhor do que Sousa para investir no mercado imobiliário

DIÁRIO ESPORTIVO

Diário Esportivo recebe os membros da Associação dos ciclistas de Cajazeiras e região; Confira!

ADVERSÁRIOS ETERNOS

Breckenfeld diz que nunca será candidato a prefeito de São João nem aliado de Zé Aldemir: “Chance zero”

PSICOLOGIA & FILOSOFIA

Cajazeirense que vendia poesia pra pagar curso em SP fala sobre sonhos e objetivos no “Psicologia no Ar”