header top bar

section content

‘Booom’ do cigarro eletrônico preocupa autoridades sanitárias

Um em cada seis adolescentes americanos no Ensino Médio dizem ter usado cigarro eletrônico no último mês.

Por Henrique

09/12/2016 às 18h12 • atualizado em 09/12/2016 às 17h24

Inventor do cigarro eletrônico fuma produto em demonstração ocorrida em Pequim, em 2009 (Foto: Arquivo/AFP)

O uso de cigarros eletrônicos está se disseminando entre jovens e deve ser considerado “uma questão preocupante à saúde”, alertou a US Surgeon General, entidade pertencente ao Serviço de Saúde Pública dos Estados Unidos (USPHS), segundo relatório divulgado nessa quinta-feira (8).

Os dispositivos movidos à bateria aquecem um líquido contendo nicotina e o transformam em um vapor a ser inalado, e alguns especialistas afirmam que com isso uma nova geração de fumantes está se tornando viciada.

Um em cada seis adolescentes americanos do Ensino Médio afirmam ter utilizado o cigarro eletrônico no último mês.
“O uso desses dispositivos têm aumentado nos últimos anos, com um crescimento de 900% dentre estudantes do Ensino Médio de 2011 a 2015”, disse Vivek Murthy, funcionária do US Surgeon General referindo-se ao relatório.

A especialista alertou para os perigos dos cigarros eletrônicos por conter nicotina, substância que pode “causar dependência e prejudicar o desenvolvimento cerebral dos jovens”.

G1

CALDEIRÃO POLÍTICO

VÍDEO: Aliado releva que dois vereadores de oposição estão rasgando elogios ao prefeito Airton Pires

DIÁRIO ESPORTIVO

Diário Esportivo recebe o professor Sérgio Cunha divulgando o IV Open paraibano de Karatê; Confira!

CASA NOVA

Locutor esportivo troca de emissora de rádio em Cajazeiras e revela mágoa: “Tomei uma pancada violenta”

NOVIDADES

VÍDEO: Novo padre da Paróquia São João Bosco confirma que pretende revitalizar a Praça Camilo de Holanda