header top bar

section content

INOCENTE! Empresário sousense que ficou três anos preso é inocentado pela justiça do Ceará; júri popular durou mais de 72 horas

Depois de muitas horas de depoimento de várias pessoas, réus e advogados, Lourinho foi absolvido pela justiça cearense. Confira!

Por Campelo - Diário do Sertão em Sousa

10/02/2017 às 08h56 • atualizado em 10/02/2017 às 09h25

Erivaldo foi absolvido pela justiça cearense (foto: Facebook)

Um dos maiores julgamentos já realizados pela justiça do município de Caucaia no Ceará iniciou às 08:30h da segunda-feira (06) e só encerrou na noite da quinta-feira (09) e resultou na absolvição de três réus, um deles é o empresário Erivaldo de Oliveira Pordeus, mais conhecido como “Lourinho”, que é natural da cidade de Aparecida, sertão da Paraíba.

O crime
Erivaldo passou mais de três anos preso após ter sido acusado de comandar o assassinato do ex-sócio Francisco Fábio de Vasconcelos, que tinha 49 anos. O crime ocorreu no dia 20 de julho de 2012 na fábrica de Salgados “Salgadinhos Bizu”, em Fortaleza/CE, dos sócios Erivaldo e Francisco Fábio. Quatro pessoas foram presas após o crime.

Depois de muitas horas de depoimento de várias pessoas, réus e advogados, Lourinho foi absolvido pela justiça cearense. Em contato do Diário do Sertão, Erivaldo agradeceu a Deus por ter sido julgado inocente no processo: “Graças a Deus, deu tudo certo, a justiça foi feita”, destacou.

Relembre: Mãe de empresário sousense acusado de mandar matar sócio diz que filho é inocente. Vídeo exclusivo!

Três réus foram absolvidos pela justiça (foto: Diário do Sertão)

Versão da polícia
Na época, a fábrica foi invadida por quatro homens armados que supostamente anunciaram um assalto, e depois efetuaram três tiros na cabeça de Francisco Fábio, para aparentar um crime de latrocínio (roubo seguido de morte) e depois fugiram levando uma quantia de aproximadamente R$ 7 mil em dinheiro.

A Polícia Civil passou a analisar o crime e concluiu que foi uma execução. A viúva do empresário, Antônia Neuda Cândido de Oliveira Vasconcelos, 34 anos, que mantinha um relacionamento amoroso com o “Lourinho”, havia sido presa na época do ocorrido, e atualmente permanece em prisão domiciliar.

De acordo com a versão da Polícia, o “Lourinho” teria comandado o crime juntamente com José Wilton da Silva Pires, o ´Zé do Cajueiro´, o intermediário na contratação dos três pistoleiros, um deles identificado como Elioberto Santana Moura, mais conhecido como “Léo”, um dos matadores que fingiu o roubo.

Absolvidos
O tribunal do júri também absolveu: José Wilton da Silva Pires, o “Zé do Cajueiro” e Elioberto Santana Moura, mais conhecido como “Léo”.

DIÁRIO DO SERTÃO

ALÍVIO

VÍDEO: Presidente da OAB de Cajazeiras afirma que a Comarca de Bonito de Santa Fé não será mais fechada

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa com a participação dos membros da Igreja Rei dos Reis

CADASTRAMENTO

VÍDEO: Prazo final para biometria na região de Catolé do Rocha é antecipado, e Justiça alerta eleitores

MITO DA INTERNET

VÍDEO: Fenômeno Gleyfy Brauly bate recorde de audiência no Xeque-Mate e canta sucessos no ‘imbromation’