header top bar

Fernando Caldeira

section content

Cássio pode até ter direito, mas deve explicação

21/02/2014 às 00h16

Acho que o senador Cássio Cunha Lima poderá encontrar problemas junto à justiça eleitoral caso deseje mesmo disputar a eleição de outubro próximo, face sua cassação em 2006. Sobre isso até já me  posicionei e acho desnecessário retomar tal análise. Mas, caso consiga condição de elegibilidade, ainda assim o tucano estará devedor de muitas explicações.

Afinal de contas o mandato que Cássio detém não é seu, particularmente. Ele o tem por delegação e, como delegado que é, deve explicar-se sobre sua utilização. O mandato é do eleitor que o escolheu para representar a Paraíba no Senado Federal. Mandato que, aliás, tem prazo definido: 8 anos. 

Se entrar na disputa pelo Palácio da Redenção, o senador tucano deverá explicar aos que lhe delegaram o atual mandato por que abandoná-lo no meio do caminho?  Quem nele votou, votou para um mandato de 8 anos, não de 4. Se a intenção era deliberadamente pensada em cumprir apenas metade, que isso tivesse ficado claro nos palanques de 2010. Da forma como parece que querem fazer, aproxima-se muito de um estelionato eleitoral, coisa até hoje nunca registrada no currículo político da família Cunha Lima, que eu saiba.

Além disso, Cássio também é devedor de explicações aos eleitores de Ricardo Coutinho, para quem pedia votos de Norte a Sul, de Leste a Oeste desta Paraíba. As virtudes políticas que o levaram a coligar-se com Ricardo e a indicá-lo ao eleitor como o melhor para a Paraíba não existem mais? Ou aquele discurso de 2010 era apenas conveniente para suas pretensões eleitorais? O povo merece saber a verdade! 
Senador, a palavra é sua!

S O L T A S
*Uma verdade vai ser difícil esconder nesta eleição: nunca num só governo a Paraíba teve tantas obras em seu território;

*O senador Cássio Cunha Lima teria ligado no último sábado para o radialista Fabiano Gomes dando a sentença: “ou eu ou Carlos Antônio, escolha!” O gordinho calou e calado ficou;

*Chantagem. Este é o combustível que move determinados políticos neste período pré-eleitoral. Tem deles dizendo que vota em “B” só para que “A” os procure, como também tem deles jurando que votam em “C”, votando em “D”. Verdadeiros chantagistas!;

  

Fernando Caldeira

Fernando Caldeira

Jornalista profissional em diversas emissoras de rádio e jornais da Paraíba, atualmente é articulista do Gazeta do Alto Piranhas (Cajazeiras), produtor e apresentador do programa Trem das Onze, apresentado aos domingos pela Rádio Alto Piranhas, colunista dos portais diariodosertão, politicapb, obeabadosertao, canalnoite, e mantém na internet o portal www.fernandocaldeira.com.br

Contato: caldeira.fernando@bol.com.br

EPISÓDIO 5

VÍDEO: Programa Coisas de Cajazeiras especial reverencia os mestres na arte de educar: os professores

VÍDEO: Ambientalista critica prefeito de Pombal por não resolver problema do lixão na entrada da cidade

CONHEÇA SEUS DIREITOS

VÍDEO: Advogados de Cajazeiras criticam INSS e orientam sobre o que fazer quando um benefício é cortado

FARIA 97 ANOS NESTE MÊS

VÍDEO: Historiador explica por que Padre Gualberto foi o ‘Padre Rolim do século XX’ em Cajazeiras

Fernando Caldeira

Fernando Caldeira

Jornalista profissional em diversas emissoras de rádio e jornais da Paraíba, atualmente é articulista do Gazeta do Alto Piranhas (Cajazeiras), produtor e apresentador do programa Trem das Onze, apresentado aos domingos pela Rádio Alto Piranhas, colunista dos portais diariodosertão, politicapb, obeabadosertao, canalnoite, e mantém na internet o portal www.fernandocaldeira.com.br

Contato: caldeira.fernando@bol.com.br