header top bar

Raquel Alexandre

section content

Corpo, Perispírito e Espírito

11/06/2019 às 18h40 • atualizado em 11/06/2019 às 18h51

Coluna de Raquel Alexandre

Na esfera material, nós somos constituídos de cabeça, tronco e membros. Já de acordo com o Espiritismo, podemos dizer que somos constituídos de corpo, perispírito e espírito.

Paulo de Tarso afirma que: ” Há corpos celestes e há corpos terrestres” Corpo celeste podemos entender por nosso espírito e corpo terrestre é o nosso corpo carnal.

O que é o corpo?

O corpo é esse material pesado que carregamos durante nossa vida aqui na Terra, constituído de carne, sangue e ossos, que um dia irá se deteriorar, com a lei da natureza, a morte natural, comum a todos.

Mas você já ouviu falar sobre Perispírito?

É o laço que une a alma ao corpo, ou seja, o perispírito é o nosso corpo espiritual, ou seja, aquele corpo semimaterial (podemos dizer que seja metade material e metade espiritual), que não se deteriora com a morte. Desta forma, podemos dizer que o conceito de matéria é amplo, e de acordo com a física quântica, ela não se limita aos que é palpável, matéria também pode ser impalpável, ou seja, aquilo que não se pode pegar.

Neste aspecto, a física quântica já revelou que já existe o 4º estado da matéria que pode ser justamente o  Perispírito.

Podemos dizer que o perispírito é o retrato do nosso corpo material. O Espírito, juntamente com o perispírito, permanecem após a morte do corpo físico. Quando alguém diz que viu um Espírito, na realidade viu o seu Perispírito.

O perispírito é um corpo semi-material, é o elo intermediário entre o corpo e o Espírito. O corpo físico recebe as sensações (de calor e frio, por exemplo) e transmite ao Espírito, por meio do perispírito. O perispírito é invisível, no seu estado normal, mas pode se tornar visível através de modificações, como aconteceu com Jesus, que apareceu para seus discípulos após a morte.

O perispírito é muito complexo e pode adquirir diversas formas de acordo com a sua evolução e também pode dar forma aos objetos através do pensamento, por exemplo, um espírito de um escritor poderá seguir com seus livros, um agricultor pode aparecer carregando sua enxada, um pintor poderá aparecer com sua paleta de cores…

E o Espírito?

Já o Espírito é o ser inteligente do Universo, ou seja, é como se fosse uma Luz que está dentro do nosso corpo material. Pode-se dizer que o Espírito é incorpóreo, ou melhor um clarão (como, por exemplo a luz do sol), pois difere de tudo o que conhecemos sob o nome de matéria.

Com freqüência, as pessoas relacionam a ideia de espírito à morte, mas ele não é fantasma ou assombração, não está associado à dor, à tristeza ou às lágrimas, pois todos nós somos espíritos. Para nós o Espírito é só mais uma criatura de Deus.

Graças à cultura material de milhares de anos, as pessoas criaram em suas mentes que o espírito é coisa do ‘demônio’ ou do ‘mal’. Para o Espiritismo, há espíritos bons ou ruins, os espíritos somos nós mesmos, seres humanos, que nos encontramos em um plano material e um dia vamos partir para o plano espiritual.

“O espírito se caracteriza pela soma das experiências, dos conhecimentos em sentido amplo, acumulados ao longo das suas existências: os conceitos, as idéias, os sentimentos, as emoções, os sonhos, os amores, os ideais, as construções, as avaliações, as escolhas e decisões, os erros e os enganos, as realizações, os relacionamentos, as convivências, os encontros. O espírito é a inteligência, a afetividade, os valores, a vontade, a ação e a construção, a individualidade, a consciência, a singularidade. É o ator e o portador da cultural” (A. Grimm).

O espírito assume funções, desempenha papéis, ocupa espaços de sentido, sustenta compromissos, norteia-se por objetivos. Determina uma trajetória no exercício de seu livre-arbítrio que lhe permite romper suas limitações e aplicar, disponibilizar, suas habilidades e capacidades.

Para a Doutrina, o espírito é o ser inteligente do Universo, que, pelo exercício de sua inteligência (inovação, descoberta, invenção e criação), constrói a consciência de sua individualidade, a consciência em relação a outros espíritos e a consciência de seu papel na estruturação inteligente do Universo.

Com informações da Sociedade Brasileira de Estudos Espíritas

Raquel Alexandre

Raquel Alexandre

É redatora do Portal Diário do Sertão e Formada em História pela UFCG de Cajazeiras.

Contato: raquelalexandre30demais@gmail.com

Recomendado para você pelo google

VISTANDO SUA TERRA NATAL

Heron Cid defende centro universitário em Marizópolis e ponto de intersecção entre Sousa e Cajazeiras

BOA NOTÍCIA

Hospital Universitário de Cajazeiras passa a oferecer novos serviços para a população do Alto Sertão

REVOLTA

VÍDEO: ‘Só quem odeia Lula o quer preso, como se ele fosse um bandido perigoso’, diz jornalista

VÍDEO

“Sou liderança forte, mas estou abandonado”, declarou Gobira ao vivo sobre grupo de Carlos Antonio

Raquel Alexandre

Raquel Alexandre

É redatora do Portal Diário do Sertão e Formada em História pela UFCG de Cajazeiras.

Contato: raquelalexandre30demais@gmail.com