header top bar

Padre Djacy

section content

O caminho certo do investimento

02/10/2009 às 07h31

Por Reudsman Lopes

Hoje não há mais dúvida que um país, um estado ou um município só se desenvolve com investimentos na educação. Infelizmente este pensar não é o mesmo pensar da nossa classe política e principalmente de grande maioria que hoje exercem o poder de uma prefeitura de um governo estadual. E para se comprovar tais fatos, basta fazer uma simples visita a qualquer uma escola da rede estadual sediada em Cajazeiras e falo daquelas de menor porte para se deparar com o quadro de abandono pelo pouco caso que “eles” fazem com a educação. Da mesma forma, não há a menor dúvida que um dos principais caminhos para tirar as crianças das ruas, evitar o envolvimento dos menores com as drogas e assegurar a formação de cidadãos é o investimento nos esportes.

Verdade, mas, nenhuma política é conhecida para favorecer a prática desportiva e a sua massificação aqui no Estado da Paraíba principalmente na camada a que chamamos de extrema pobreza e em risco absoluto de serem atraídas pelas drogas e pela prostituição que a cada dia aumenta em nossas cidades. Veja Cajazeiras, que teimam em chamá-la terra da cultura, a nossa cidade pólo educacional, não possui nenhum ginásio de esportes público, não temos nenhuma área para que a sua população possa praticar a sua atividade física. Se o desempenho do Brasil nas últimas olimpíadas mais uma vez foi sofrível foi graças a essa falta de investimentos na formação de atletas e na estrutura física para a massificação e a prática dos esportes nas escolas e na sua própria comunidade pelas camadas excluídas da nossa sociedade.

E todos sabem o quanto é fácil envolver uma criança, um jovem na prática de um esporte. Toda criança aprecia pelo menos um tipo de esporte. Quando um atleta brasileiro conquista uma medalha normalmente chora mais do que qualquer outro atleta de outro país. O motivo é simples: só ele e a família sabem o quanto ele ralou para estar naquele pódio. Nos Estados Unidos, país que investe na base para ser uma potência olímpica, há uma conta impressionante.

O governo sabe que ao investir em 20 mil crianças, apenas uma deve se tornar um atleta de ponta, uma grande medalhista. No entanto, o investimento tem retorno garantido. Independente do pequeno percentual de grandes campeões, os outros 19.999 serão certamente futuros cidadãos porque o esporte forma cidadãos. Bem que os gestores brasileiros deveriam entender que essa aritmética é, sobretudo, humana e traz grande retorno a qualquer sociedade. Os frutos dos investimentos no esporte estão muito além dos pódios olímpicos.

Gol de Placa
Muitas são as conversas que rolam neste momento com relação ao programa de incentivo criado pelo Governo da Paraíba para os clubes que fazem o futebol profissional no Estado da Paraíba para a temporada 2010. O certo mesmo é que depois de se criar uma celeuma política para “sujar” a imagem do então Governador Cássio Cunha Lima, o Governo Maranhão III parece que não chegou ao que queria e se chegou não tornou público o fim das “investigações” com relação ao Gol de Placa. Neste momento os comentários é que o programa não será cancelado e sim estruturado aos “moldes” do Maranhão III. Os clubes e o futebol da Paraíba aguardam com muita expectativa o que virá do Governo do Estado Paraíba para apoiar os escassos recursos que serão investidos durante a temporada 2010.

Parceria
Acabo de ser informado que o projeto que tenta viabilizar uma parceria entre o Atlético Cajazeirense de Desportos e a empresa Penalty para o campeonato paraibano 2010 já foi enviado para estudos. Tendo como forte aliado a empresa Diniz materiais esportivos que se instalou em Cajazeiras, o Atlético acredita através da sua diretoria que a consolidação desta parceria vai acontecer e o Trovão Azul do Sertão usará durante a próxima temporada a marca Penalty. Neste caso, todo o material de treinamento, de jogo e mais as roupas de viagens serão doadas pela Penalty que é muita famosa pela sua marca e pela qualidade dos seus materiais. A resposta da Penalty está sendo aguardada em clima de muita expectativa pela diretoria e principalmente pelos torcedores do Mais Querido do Sertão.

BOLA DENTRO

Para a atual diretoria do Atlético. Sem “alardear” ao quatro cantos do mundo, eles vão costurando a reestruturação do clube e pelo que sei já tem um time quase pronto. É a tal da estória… devagar, também se vai ao longe. NOTA 10!

BOLA FORA
Para a conotação dada ao abandono do Estádio Higino Pires Ferreira. Pura maldade a serviço de não sei quem. Todos sabem que ele foi adquirido pelo Governo Municipal que irá investir na sua modernização. O certo é que fomos notícia, péssima clara, com as fotos do Estádio estampadas na internet. NOTA 0!

Padre Djacy

Padre Djacy

Pároco da paróquia Nossa Senhora do Perpetuo Socorro, da cidade de Pedra Branca, no Vale do Piancó, Diocese de Cajazeiras, Paraíba.

Contato: padredjacy@hotmail.com

ACADEMIA CAJAZEIRENSE DE ARTES E LETRAS

VÍDEO: Presidente da ACAL diz que pandemia dificultou a aproximação entre membros da diretoria

RISCOS

VÍDEO: Dois bairros de Cajazeiras estão em alerta de surto de dengue; reportagem mostrou pontos críticos

NOVIDADES

VÍDEO: IFPB de Cajazeiras inicia aulas presenciais e anuncia seletivo com notas dos últimos quatro Enem

OPERAÇÃO ARACATI

VÍDEO: Delegado seccional destaca a quantidade de armas apreendidas em operação na região de Cajazeiras

Padre Djacy

Padre Djacy

Pároco da paróquia Nossa Senhora do Perpetuo Socorro, da cidade de Pedra Branca, no Vale do Piancó, Diocese de Cajazeiras, Paraíba.

Contato: padredjacy@hotmail.com

Recomendado pelo Google: