header top bar

Reudesman Lopes

section content

Um craque no céu

22/05/2020 às 08h20

Coluna de Reudesman Lopes

O mundo da bola nos propicia um mundo de irmandades, profundas amizades, grandes amigos. O convívio que ele nos favorece no âmbito do relacionamento social é sem igual, pois, quase tudo é vivido em clima de descontração total, principalmente quando ele não é exercido de forma profissional. Foi neste mundo da bola que conheci Cié, um menino de um avantajado porte físico, um galegão, como muitos assim o tratavam e um ser humano fenomenal, maravilhoso no trato por todos aqueles que tiveram a honra e o prazer da sua convivência. Domingo, 17, Deus o chamou para “reforçar” o time dos craques que estão lá no céu. O falecimento de Cié, deixa-nos um vazio imenso, foi assim que me senti logo que dona Edinilza me deu a notícia da partida dele para a morada eterna. Sempre fomos muito amigos, verdade que após a sua saída de Cajazeiras, foram raríssimas as vezes que nos encontrarmos, a última, ano passado no shopping em João Pessoa, momento para um grande abraço e revivermos de forma rápida algumas boas histórias do futebol cajazeirense, nos despedimos e jamais imaginei ser aquele último adeus ao amigo. Cié foi para este colunista e experimentado homem do mundo da bola, um craque, isso no chamado futebol de salão, hoje, futsal e ao que sempre me pareceu não gostava muito de jogar o futebol de campo ou jamais se aventurou em que pese muitos dos clubes da cidade terem o procurado. Lógico que para falarmos nestes termos “craque”, necessário se faz conhecer e admirar o potencial a quem estimamos a colocar nesta posição. Mas, em se tratando de Cié, nenhum temor de alguma possível contestação dos mais relevantes críticos do mundo da bola. Cito aqui que figura e figurará sempre na minha mente a figura dele jogando futsal. Uma das maiores admirações que passo a enxergar em um atleta é a sua elegância em campo, Cié era um mestre nessa elegância, quer com a bola nos pés ou recebe-la, outra virtude era o domínio de bola, essa, parecia ser cativa deste, driblava e chutava com rara perfeição, possuía uma visão de jogo impressionante e sabia como ninguém ocupar os espaços da quadra e na AABB, desconfiava que sabia de todos os atalhos. Jogamos várias vezes, eu sempre como adversário e, fazia de tudo para não encostar nele, parecia um muro de pedra. Se fora de campo Cié foi um ser humano de uma finíssima educação, dentro dele era cortês por demais. Pois bem, com o sentimento de profundo pesar, levo a Susete e aos filhos e demais familiares um abraço, amigo. Cié com certeza é um craque no céu.

Realidade
O secretário geral da Confederação Brasileira de Futebol, Feldman, em recente entrevista, declarou que algumas federações estaduais já pensam em cancelar os campeonatos estaduais desta temporada 2020 do futebol. Por sua vez, a CBF pede cautela à medida que vai sendo estudada pelas entidades estaduais, a causa desta solicitação é que os estaduais são a base de classificação para o campeonato brasileiro da Série D e isso deixaria nas mãos da CBF um grande problema a ser resolvido. O fato, real, diz respeito ao agravamento da crise do COVID 19 no país, com o alastramento da pandemia no Brasil afora e criando as desilusões para a volta do futebol.

Profundo Pesar
Ao amigo João Costa e extensivo a todos os seus familiares estamos enviando-lhes o nosso profundo pesar pelo falecimento do filho, irmão, esposo, pai, João Robson acontecido em São Paulo em um trágico acidente aéreo. João Robson foi nosso aluno no Colégio Nossa Senhora e sempre destacou pela sua competência nas aulas práticas de Educação Física quando nos chamava atenção pela sua coordenação motora. Porém, quando iniciamos o processo dos treinamentos desportivos logo vimos que João Robson era um daqueles que era preparado e tinha um “dom” para participar de todos os esportes. Que Deus o tenha na glória eterna e console a todos da família.

BOLA DENTRO
Para o Atlético Cajazeirense de Desportos que através das suas redes sociais vai manifestando o seu apoio a luta de todos aqueles que estão a buscar a luta pela saúde contra o Covid 19. Isso é ótimo. NOTA 10!

BOLA FORA
Para a nossa classe política lá de Brasília. Enquanto vamos batendo recordes de óbitos pelo Coronavírus, eles estão fatiando o Brasil com a velha famigerada da política do “toma lá, dá cá”. Uma vergonha. NOTA 0!

Reudesman Lopes

Reudesman Lopes

Professor da UFCG de Educação Física, Comentarista Esportivo da Rádio Alto Piranhas e Colunista Esportivo do Jornal Gazeta do Alto Piranhas

Contato: reudesman@bol.com.br

SERÁ ELE?

VÍDEO: Na corrida para definir vice, Denise diz estar mais próxima do empresário Beiga do que de Neguim

MAIS DE 17 INFECTADOS

VÍDEO: Homem de 42 anos é o 34º óbito em decorrência do novo coronavírus registrado em Cajazeiras

MP FOI ACIONADO

VÍDEO: Prefeitura de Pombal desaloja grupo cultural e é denunciada por colocar acervo histórico no lixo

COMPORTAMENTO NAS MÍDIAS

VÍDEO: Advogado esclarece o que é permitido e o que é vetado aos pré-candidatos na imprensa e internet

Reudesman Lopes

Reudesman Lopes

Professor da UFCG de Educação Física, Comentarista Esportivo da Rádio Alto Piranhas e Colunista Esportivo do Jornal Gazeta do Alto Piranhas

Contato: reudesman@bol.com.br

Recomendado pelo Google:
error: Alerta: Conteudo Protegido !!