header top bar

Francisco Inácio

section content

Um novo ano e uma nova década

09/01/2020 às 08h43

Coluna de Francisco Inácio

Começa mais um ano e o início de uma nova década do século 21, é ano de eleições para vereadores e prefeitos e mais uma vez o eleitor brasileiro com base na lei, é obrigado a votar e escolher de forma livre os seus representantes. Com idade entre 16 e 18 anos o jovem tem o direito facultado de votar ou não, entre 18 e 70 anos todos os brasileiros que estejam livre com a justiça tem a obrigação de votar. Há projeto em tramitação que poderá reduzir para 65 anos. O voto é um dever e um direito que o eleitor tem de escolher livremente e colocar no poder quem ele entender que melhor vai lhe representar. O prefeito é um executor e o vereador legislador. A responsabilidade de escolha é do eleitor e a escolha mau feita todos sofrerão 4 anos consecutivos.

Praticamente já se inicia de forma leve mais o período de campanha política, alguns ainda indecisos, e uma definição completa só depois das convenções. Quando for oficializada a campanha, mais uma vez vão aparecer muitos salvadores da pátria, todos eles têm um grande projeto que vai revolucionar e ajudar de forma definitivamente o nosso povo, vão apresentar soluções sem nenhuma projeção de erros. Alguns concorrentes a vereadores vão dizer o porquê não ter feito nada quando chegar às comunidades e acrescenta: “o prefeito não atende aos meus pedidos por que eu sou adversário, mas se você votar em mim e no prefeito que eu apoio tudo pode mudar.”

Vamos ter cuidado com a conversa dos concorrentes nesta eleição, como toda certeza eles vão apresentar um projeto revolucionador, tem conhecimentos de todos os problemas da comunidade, sabe como resolver e mostram toda a estrutura de solução. O difícil é depois de eleito lembrar do que prometeu quando era candidato, quase todos os eleitos mudam em todos os sentidos quando assume o poder. Perguntar não ofende desde que a pergunta não atinja dignidade pessoal do indicado, por que eles mudam depois de eleitos? Verdadeiramente muitos demandos a culpa é nossa por fazer uma escolha mau feita. Nunca escolha pessoas que já teve contas rejeitas e são acusados de corrupção. Quando votamos em pessoas assim, estamos contribuindo para uma tragédia administrativa. Cuidado e muito cuidado.

O mais interessante em tudo isso é a presença dos candidatos como sempre humildes, atenciosos com todas as classes sociais e apresentando uma forma de que tudo vai melhorar na próxima administração, mas a maioria desaparece, muda de carro, colocam para-brisa com fumê bem escuro, beneficia os familiares e apadrinhados e o resto do povo fica sem assistência. O eleitor precisa lembrar dos concorrentes que assim faz e não votar mais. Nunca esqueça que o voto é seu e você tem o direito de escolher quem você quiser, lembrando que o voto é secreto, somente você e Deus fica sabendo em quem você votou.

Eles sempre dizem que vão melhorar a vida do povo, a maioria deles melhora mesmo a vida dos seus parentes e apadrinhados, se ele já está no poder, continua vivendo muito bem ao lado de seus familiares e amigos mais próximos, quando vai começar o mandato, a maioria deles já pensa em se dar bem, dependendo da crise, pode sobrar um pouquinho para seus representados mais conhecidos e até um pouco para o povão. É sempre a mesma coisa, a maioria do povo não percebe a enganação e a sena teatral levada a uma prática que se repete em cada eleição.

Eu gostaria de fazer alguns questionamentos: Com que cara a maioria dos concorrentes vão se apresentar ao povo, principalmente aqueles que nada fizeram em beneficio da população que representa. Não é difícil encontrar em nossa região prefeitos e vereadores que se enquadram neste perfil. Será que desta vez eles vão prometer e cumprir? Eu acredito que não.

Adoraria saber o que pensa os ex-prefeitos que nada fizeram para o povo e vão concorrer novamente, principalmente aqueles que já tiveram contas rejeitadas. Será que seus opositores e o povo esqueceram a sua administração? Com base em outras companhas, o povo sempre esquece, já estou vendo o povão recebendo em festa mais uma vez os pré-candidatos em suas localidades, novamente eles vão prometer e não fazer, cuidado com aqueles que prometem empregos depois de eleitos, não esqueça amigo eleitor, conforme a lei, o prefeito só pode empregar alguém no serviço público através de concurso. Com relação os cargos comissionados só têm direito as pessoas mais próximas do prefeito, vereadores e correligionários mais chegados.

O mau gerenciamento do dinheiro público é visto a olho nu, só precisamos observar a quantia de dinheiro que entra em um município e que é feito pela maioria dos seus gestores em benéfico do povo.

De agora em diante, todas as concentrações que aglomere pessoas será sempre bem prestigiada, os pretendentes aos cargos legislativos e administrativos vão participar de renovação de santos, novenas, festa de padroeiro, velórios até dos desconhecidos e colaborar com todas as campanhas que forem solicitadas, a maioria vão fazer questão de contribuir, principalmente se o solicitante foi uma pessoa que garanta publicar a sua distinta colaboração.

Mais uma vez um alerta, a eleição será em outubro, comesse logo analisando as propostas dos concorrentes e observe se ele merece lhe representar no poder público, nunca esqueça, uma má escolha será quatro anos de prejuízos para todos. Se algum concorrente lhe oferecer benefício como dinheiro e outros bens, cuidado, esse será um péssimo legislador ou administrador. O voto não é produto a venda, perante a lei se torna criminoso quem compra e quem vende o seu voto. Quero finalizar deixando o desejo de boa sorte na escolha, analise indo e voltando o passado e o presente das pessoas que você vai escolher para legislar e administrar o seu município. E boa sorte.

Francisco Inácio

Francisco Inácio

Francisco Inácio de Lima Pita é Radialista e Professor Licenciado em Ciências e Biologia pela UFPB e UFCG respectivamente. Atualmente é professor aposentado por tempo de serviço em sala de aula, escritor dos livros CONCEITOS E SUGESTÕES PARA VIVER BEM O MATRIMÔNIO, AS DROGAS E A RETA FINAL DA VIDA E VARIAÇÕES POÉTICAS e tem outros livros em andamentos, mora atualmente na cidade de São José de Piranhas – PB. Produz e apresenta todos os sábados o Jornal Terra News pela Rádio Terra Nova FM, 88.7 MHz. E-mail: pittadoradio@gmail.com

Contato: pita.sjp@ig.com.br

EFEITOS DO CORONAVÍRUS

VÍDEO: Coach dá dicas de produtividade na epidemia e alerta para a situação das pessoas de baixa renda

NO CEARÁ

VÍDEO: Lavras da Mangabeira monitora 17 casos suspeitos de Covid-19; advogado fala das ações da saúde

AJUDA

VÍDEO: Empresa do Vale do Piancó cria protetor facial para profissionais que combatem o coronavírus

LÍDER GERAL

VÍDEO: Marina Duarte esclarece se o Atlético será campeão paraibano antecipado por causa da epidemia

Francisco Inácio

Francisco Inácio

Francisco Inácio de Lima Pita é Radialista e Professor Licenciado em Ciências e Biologia pela UFPB e UFCG respectivamente. Atualmente é professor aposentado por tempo de serviço em sala de aula, escritor dos livros CONCEITOS E SUGESTÕES PARA VIVER BEM O MATRIMÔNIO, AS DROGAS E A RETA FINAL DA VIDA E VARIAÇÕES POÉTICAS e tem outros livros em andamentos, mora atualmente na cidade de São José de Piranhas – PB. Produz e apresenta todos os sábados o Jornal Terra News pela Rádio Terra Nova FM, 88.7 MHz. E-mail: pittadoradio@gmail.com

Contato: pita.sjp@ig.com.br

Recomendado pelo Google:
Conteúdo Protegido!