header top bar

José Antonio

section content

Varejo em Cajazeiras e região

14/02/2020 às 08h35

Coluna de José Antônio

Osvaldo Martins
O empresário Osvaldo Martins, concessionário FIAT em Cajazeiras, Sousa e Pau dos Ferros (RN), continua sendo campeão de emplacamentos da marca. Ele diz que os juros baixos e as promoções têm feito a diferença para impulsionar as suas vendas. Somente no último dia 12, fechou negócios em 15 carros e afirmou que o mercado está plenamente favorável para ampliar mais ainda a venda de veículos.

Toyota em Cajazeiras
Os proprietários da recém-inaugurada concessionária de veículos da marca Toyota, instalada em Cajazeiras, estariam imensamente satisfeitos não só com o volume de vendas, mas e principalmente com a procura de suas oficinas para a revisão de veículos da marca. Os donos de veículos de toda a região, antes tinham que se dirigir para a cidade de Juazeiro do norte.

Novas frutas
A safra do caju está no fim, mas nas feiras livres ainda se encontra para comprar belos cajus, oriundos da Serra de Luís Gomes. Vale lembrar que um quilo de castanha assada está sendo vendida por até 60 reais. E a manga do tipo jasmim começa a aparecer nas feiras da cidade. A do tipo espada, que começa a produzir mais cedo, quase não tem sido ofertada. Novas frutas estão começando a serem vendidas nas feiras, a exemplo da jaca, que vem do Cariri Cearense além de pitombas, abacates e bananas.

Tomate
O preço do tomate que esteve em baixa durante os meses de novembro e dezembro, desde o inicio de janeiro vem com uma forte tendência de alta e a caixa com cerca de trinta quilos que era oferta por até trinta reais pulou, em função das chuvas, para até 120 reais.

Macaxeira
A melhor macaxeira que se consome em Cajazeiras é produzida no Distrito de Gravatá, que fica às margens do Rio Piranhas, no município de São João do Rio do Peixe e o saco com 50 quilos que era vendido por 75 reais e é encontrada nas quartas e sábados nas feiras livres de Cajazeiras, nas últimas semanas o preço foi majorado para 120 reais.

Festa do Arroz
Deixou de existir a festa do arroz, antes promovida por empresários, bancos, diversas entidades e o poder público no Distrito de Pilões, município de São João do Rio do Peixe. Do ponto de vista local a festa era um sucesso e tinha tudo para ficar marcada no calendário turístico da Paraíba. O município de São João que já foi um dos maiores produtores de arroz e de algodão da Paraíba, mas em função destes anos de estiagem e o baixo volume do Açude de Lagoa do Arroz, perdeu o posto.

Mel de abelha
Enquanto o vizinho Estado do Ceará exporta milhões de dólares em mel para os mercados europeu e americano, vendendo centenas de toneladas, nós aqui a menos de 17 quilômetros, só observamos o Ceará crescer e aumentar a fonte de renda de seu povo e de seus proprietários rurais. O investimento para se produzir mel é baixo, mas mesmo assim, continuamos sem alternativas de melhorar a vida dos homens que habitam o campo na nossa região, que foi também muito prejudicado em função de sete anos de estiagem. O melhor do mel é que quem trabalha para produzi-lo, que é a abelha, o custo é zero. Não tem carteira assinada, não tem FGTS, INSS, Pis, Pasep, férias, 13º, cofins e mais 52 tipos de taxas e impostos.

Nepotismo
Mão de obra qualificada não tem sido levada em conta na hora de contratar ou nomear assessores para trabalharem nas prefeituras municipais da região. O que tem prevalecido mesmo é “qualificação de parentesco”. Sem esquecermos aqueles que não são parentes, nem aderentes, como as esposas, cunhados e compadres. A família que ganha unida, permanece e vota unida. Na Paraíba o exemplo edificante ficou por conta do ex-prefeito de Santa Rita, Marcus Odilon, que proibiu nomeação de parentes em todas as repartições públicas do município.

Preço aviltante
Os pequenos produtores do município de Cajazeiras estão muito assustados com o preço da saca de milho com 60 quilos, que antes poderia ser comprada por 45 reais, hoje vem atingindo até 80 reais. O milho é um forte componente na ração para a criação de galinhas e porcos. Para ter um preço mais favorável os produtores têm que ir comprar em Patos, no posto do governo. Cajazeiras tem sido desprezada na política de ações do governo quando se trata do setor agropecuário.

José Antonio

José Antonio

Professor Universitário, Diretor Presidente do Sistema Alto Piranhas de Comunicação e Presidente da Associação Comercial de Cajazeiras.

Contato: altopiranhas@uol.com.br

NOVAS MEDIDAS

VÍDEO: Prefeito de Sousa autoriza reabertura do Mercado Central, salões de beleza e academias

EM CASA OU PRESENCIALMENTE?

VÍDEO: Vice-presidente da OAB-PB explica como está funcionando a Justiça durante a ‘quarentena’

AGUARDANDO

VÍDEO: Com medo de contrair coronavírus, cajazeirense diz que só volta da Espanha quando epidemia passar

VAMOS RIR!

VÍDEO: Famoso humorista conta trajetória e piadas no Diário News para descontrair isolamento social

José Antonio

José Antonio

Professor Universitário, Diretor Presidente do Sistema Alto Piranhas de Comunicação e Presidente da Associação Comercial de Cajazeiras.

Contato: altopiranhas@uol.com.br

Recomendado pelo Google:
Conteúdo Protegido!