header top bar

Reudesman Lopes

section content

Zerinho foi mais que um amigo

15/09/2021 às 18h34

Coluna de Reudesman Lopes. (Foto: Toinho, Reudesman e Zerinho, abertura da Copa Vituriano).

Por Reudesman Lopes

Não me recordo neste momento de quando conheci Zerinho e deste me tornei um grande amigo, admirador e até por vezes, confidente. Mas, me recordo que foi ele que me proporcionou um dos sonhos que carregava e ainda carrego que é o de trabalhar cada vez mais por Cajazeiras.

Isso começa nos idos de 1989, ele Vice-Prefeito de Cajazeiras nos convoca para uma missão, me nomeando Coordenador de Eventos Esportivos, com o seu olhar de progressista, como sempre o foi, leva-nos o desejo de alavancar os esportes em nossa cidade e nos pede que organizemos uma Copa de Futebol para beneficiar os clubes amadores de Cajazeiras e da região, nascia assim a Copa Vituriano Zerinho.

Foi por seu intermédio e apoio que foi criada e graças a Deus mantida ainda hoje a Corrida da Fogueira, também através da Coordenação de Eventos Esportivos. Zerinho sempre foi e será lembrado por todos aqueles que tiveram a honra e o privilégio de gozar da sua amizade, de um homem de fibra, caráter, amigo, leal e, sobretudo, de um “guerreiro” que lutava insistentemente pela sua Cajazeiras.

Certo dia, recebo um recado dele me pedindo para ir até a Marajó, localizada nos arredores do Xamegão, chego lá, ele estava sentado e me chamando para ver uma coisa nos levou até uma sala, quando abriu a porta vi muitas caixas, ele disse: “Abra uma caixa destas”. Abri e nela uma dezena de chuteiras da marca Topper, para treinos e jogos. Ele disse: “Olhe essa outra caixa ali, pode abrir”. Abri e nela dezenas e mais dezenas de toalhas personalizadas do Atlético. Foi a minha vez de indagar: “Zerinho quem doou?”. Respondeu: ”Foi o meu amigo e um dos maiores atleticanos que conheço, seu João Claudino”. Pois bem, a minha ida até este local foi para que ele me pedisse para organizar tudo para que não houvesse desperdício de todo aquele material.

Esse é o homem Zerinho. Tem mais, naquele momento da efervescência do futebol profissional havia muita “briga” de nós da imprensa, cada um querendo ter mais audiência. Zerinho me chamou e perguntou o que fazer para acabar com essa briga. Sugeri uma reunião entre todos nós da imprensa esportiva, o encontro foi na sede da AMASP e de lá para cá nunca mais aconteceu qualquer problema, isso se chama respeito, respeito e carinho para Zerinho.

Zerinho saiba que você está eternizado em meu coração e, muito obrigado pela sua ajuda e seus exemplos que nos tornou um cidadão e um profissional bem melhor que fomos até então.

Reudesman Lopes

Reudesman Lopes

Professor da UFCG de Educação Física, Comentarista Esportivo da Rádio Alto Piranhas e Colunista Esportivo do Jornal Gazeta do Alto Piranhas

Contato: reudesman@bol.com.br

FORÇAS DE SEGURANÇA

VÍDEO: Estudante do 6º período de Direito em Cajazeiras, é presa na Operação Aracati, diz delegado

EDUCAÇÃO

VÍDEO: Professor que ganhou prêmio nacional, diz que distanciamento social mexeu com perfil dos alunos

EMPREENDIMENTOS NA SAÚDE

VÍDEO: Sousa se prepara para inauguração de Hospital de Olhos e centro de cursos na área da ortodontia

PAPO SOBRE FUTEBOL

VÍDEO: Diário Esportivo repercute bicampeonato do Campinense e fala sobre polêmica do título de 1975

Reudesman Lopes

Reudesman Lopes

Professor da UFCG de Educação Física, Comentarista Esportivo da Rádio Alto Piranhas e Colunista Esportivo do Jornal Gazeta do Alto Piranhas

Contato: reudesman@bol.com.br

Recomendado pelo Google: