header top bar

section content

Polícia prende estelionatários que aplicavam o "conto do vigário" em Cajazeiras

Paulo Sérgio Costa da Silva, 39 anos, Josilson Sousa da Silva, de 49, e Gerson Frota Sousa, de 34, foram presos no início da tarde desta quinta-feira (15), em Cajazeiras, acusados de aplicar golpes...

Por

15/05/2008 às 17h50

Paulo Sérgio Costa da Silva, 39 anos, Josilson Sousa da Silva, de 49, e Gerson Frota Sousa, de 34, foram presos no início da tarde desta quinta-feira (15), em Cajazeiras, acusados de aplicar golpes com cheques e cartão de crédito.

Segundo a polícia, a abordagem às vítimas era feita no meio da rua. Eles deixavam cair um cheque para que alguém devolvesse. Então, os acusados prometia uma quantia em dinheiro e um calçado como forma de agradecimento, mas para isso a vítima teria de ceder uma parte da quantia que seria gasta com ela, com a promessa de que seria devolvida após a compra do calçado.

Segundo a vítima, Francisco das Chagas Ferreira de Souza, 25 anos, conhecido pelo apelido de Cícero, ao sair Da agencia da Caixa Econômica Federal, um dos acusados deixou cair um cheque no valor de R$ 15 mil reais. Ao apanhar o cheque a vítima gentilmente foi ao encontro do golpista, e ele de forma teatral aplicou o conhecido golpe do conto do vigário , e depois de prometer premiar e compensar Francisco da Chagas conseguiu subtrair a quantia de R$ 2.100 reais que estava de posse da vítima.

Ao empreender fuga, os acusados foram perseguidos pelos policiais de trânsito os cabos Evangelista e Lindomar. Ao ultrapassar o sinal vermelho foram abordados quando estacionaram no posto de combustível Santa Luzia no bairro dos Remédios. Durante a abordagem, foi solicitado reforço e ao serem identificados, inclusive, com o reconhecimento da própria vítima, os dois acusados que praticaram o crime, e mais uma terceira pessoa que dirigia o veiculo Palio verde HWV 0350 – Fortaleza – CE receberam voz de prisão.

A perseguição ocorreu depois de denúncia à polícia local, que já vinha investigando os acusados há algum tempo, que encontraram os três na área comercial da cidade. Com eles foram encontrados R$ 2,2 mil em espécie, um cheque no valor de R$ 15 mil, além de cartões de créditos e três celulares.

Os acusados, que são de Fortaleza, foram levados para a Delegacia Distrital de Cajazeiras, onde foram feitos os procedimentos de praxe, e ainda hoje devem ser transferidos para o presídio Regional da Cidade.

Da Redação do Diário do Sertão

Tags:
ESTÁ NA CAPITAL DESDE 2015

EXCLUSIVO: Após três anos, lendário padre de Cajazeiras revela o que motivou sua ida para João Pessoa

AMOR E FÉ

ESPECIAL DE FÉRIAS: Crianças e adolescentes de Cajazeiras e Sousa abrilhantam programa na TV Diário

AUXILIAR DO TROVÃO

VÍDEO: Agora no Atlético-PB, ex-jogador do Corinthians está confiante em vaga no Brasileirão da Série D

SAÚDE & BEM-ESTAR

VÍDEO: Médico alerta para consequências do uso excessivo de alguns medicamentos no aparelho digestivo