header top bar

section content

Veículo furtado em Cajazeiras é recuperado em menos de 24 horas

A ação conjunta do 6º BPM e 4º BPM foi essencial para a prisão na tarde do dia 23 de janeiro (quarta-feira), no Sítio Tabuleiro, em Bananeiras – PB, do infrator Wellington Apolinário Alves (foto), 32 anos, casado, natural de Belém-PB, onde, na noite do dia 22, furtou uma Saveiro de cor branca, placa HUT […]

Por

28/01/2008 às 11h42

A ação conjunta do 6º BPM e 4º BPM foi essencial para a prisão na tarde do dia 23 de janeiro (quarta-feira), no Sítio Tabuleiro, em Bananeiras – PB, do infrator Wellington Apolinário Alves (foto), 32 anos, casado, natural de Belém-PB, onde, na noite do dia 22, furtou uma Saveiro de cor branca, placa HUT 3105, pertencente à loja Totonho Veículos, desta cidade de Cajazeiras.

Wellington é acusado de latrocínio praticado no Rio Grande do Norte, tendo fugido da Cadeia de Extremoz-RN, havendo mandado de prisão em aberto contra ele. O infrator passou cerca de 15 (quinze) dias circulando pelo comércio de Cajazeiras, dizendo ser do Icó-CE, usando o nome de Amário Manoel da Silva e o apelido de "Mário Cowboy", com o qual registrou-se no Hotel Cacique e fez alguns negócios se passando por mestre de obras e vaqueiro. Wellington também fez amizade com vários comerciantes locais, entre os quais os donos da loja onde simulou a compra do citado veículo, pegando-o na tarde do dia 22 de janeiro (terça-feira), passando por volta das 23h00min no Hotel Cacique, onde recolheu seus pertences e se evadiu. Ele tinha combinado ir à loja na manhã seguinte para realizar o pagamento do veículo.

A 2ª Seção do 6º Batalhão de Polícia Militar de Cajazeiras já tinha informações da presença de Wellington nesta cidade, porém não o havia localizado antes por conta do nome falso. Após o furto do veículo, o Tenente-Coronel Chaves – Comandante do 6º BPM – foi comunicado, acionando a 2ª Seção, que, ao comparar os dados, teve suspeita de que Amário e Wellington seriam a mesma pessoa. A 2ª Seção contactou o Capitão Ari da Costa Oliveira, Comandante da 20ª Companhia de Solânea-PB, área do 4º BPM (com sede em Guarabira), que rapidamente deslocou-se a Bananeiras (vizinha à Solânea) com seu efetivo e realizou a prisão de Wellington enquanto ele dormia confortavelmente após a noite de viagem, estando o veículo na porta da sua casa.

Com Wellington foi encontrada também a identidade de Amário Manoel, constatando-se ser um documento legítimo que fora extraviado, segundo Wellington, na cidade de Pilar-PB e sobre o qual Wellington sobrepôs sua foto e adulterou o carimbo da SSP-PB. Descobriu-se ainda que Amário é vaqueiro e é o verdadeiro "Mário Cowboy", residindo em Gurinhém-PB. Amário foi orientado a contactar Dr. Décio de Sousa Lima Filho, delegado de Cajazeiras, responsável pelo caso.

Na tarde de 24 de janeiro (quinta-feira), Wellington, o veículo e demais objetos apreendidos foram entregues pelo Delegado Ricardo Sena Rodrigues (da Delegacia de Bananeiras) ao efetivo da 2ª Seção de Cajazeiras, na oportunidade sob o comando do 1º Tenente Segundo (Comandante do Choque), que os trouxe de Solânea à Cajazeiras, sendo apresentados ao Dr. Décio, que tomará as devidas providências.

João Segundo

Tags:
NOVO DESAFIO

VÍDEO: Jornalista Heron Cid anuncia que vai se afastar das atividades para disputar as Eleições 2022

DRACO

VÍDEO: Mulher é presa em Pombal por tráfico de drogas e comercialização de armas a mando do companheiro

A CASA CAIU

VÍDEO: Foragido da Justiça de São Paulo com pena de 8 anos de prisão, é preso na cidade de Pombal

"PONTO FACULTATIVO"

VÍDEO: Mesmo sem ser feriado, comércio de Sousa fica ‘deserto’ no São Pedro e causa estranheza

Recomendado pelo Google: