header top bar

section content

Exército participa de mobilização do Hemocentro para doação de sangue

Os militares contribuíram para aumentar o nível do estoque da instituição que se encontra em situação crítica

Por Secom

10/01/2019 às 17h02

O sangue coletado no Hemocentro atende a Hemorrede Estadual, composta por hospitais da rede pública e hospitais conveniados da rede privada

A mobilização para doação de sangue no Hemocentro da Paraíba ganhou o reforço, nesta quinta-feira (10), de militares do 16º Regimento de Cavalaria Mecanizado (RCMec), que, assim, contribuíram para aumentar o nível do estoque da instituição que se encontra em situação crítica.

A acolhida dos militares no Hemocentro foi realizada pela equipe de captação de doadores. A assistente social Eliana Cavalcante ressaltou a importância da ação para abastecer o banco de sangue. “A mobilização é fundamental e atende ao apelo da direção do Hemocentro da Paraíba, que, por meio de ofício, solicitou o apoio de batalhões e quartéis militares para doar sangue nesse momento em que o estoque está baixo”, frisou Cavalcante.

O sargento Bruno Rafael explicou que a proposta da instituição militar é incentivar a doação voluntária de sangue como um ato regular e de responsabilidade social. “Sempre que o Hemocentro entrar em contato com o batalhão, o comando poderá pedir voluntários para vir colaborar. No batalhão temos jovens na faixa etária dos 18 anos de idade que podem participar deste ato humanitário que é doar sangue”, informou o sargento.

O soldado Johnata Pereira de Souza contou que esta foi sua segunda doação. Ele explicou que na primeira doação foi motivado pela necessidade de transfusão sanguínea da mãe. “Na época ela tinha sofrido um AVC e lutava pela vida, eu doei para ajudá-la, mas infelizmente ela não resistiu. Hoje, vim doar novamente, na esperança de poder ajudar a salvar outras pessoas”, relatou.

O sangue coletado no Hemocentro atende a Hemorrede Estadual, composta por hospitais da rede pública e hospitais conveniados da rede privada

O soldado José Roberto Souza Nascimento também realizou sua segunda doação de sangue. “É muito gratificante saber que ao doar estamos salvando vidas. É uma sensação muito boa”, definiu.

O sangue coletado no Hemocentro atende a Hemorrede Estadual, composta por hospitais da rede pública e hospitais conveniados da rede privada. Após o processamento do sangue, os hemocomponentes, hemácias, plaquetas e plasma são utilizados na rede hospitalar para atender pacientes que necessitam de tratamentos de hemoterapia, pessoas que sofrem de: câncer, anemia falciforme; infecções generalizadas; leucemia; acidentados com hemorragias graves; dentre outros.

Doação de sangue – Estão aptos a doar sangue candidatos em bom estado de saúde, idade entre 16 a 69 anos, peso acima de 50 kg. Menor de 18 anos só pode doar se estiver acompanhado do responsável legal (pai ou mãe). É necessário portar documento de identidade original, com foto, válido em todo território nacional. Mais detalhes sobre o serviço de doação, palestras e caravanas solidárias, por meio do telefone (83) 3216-7898.

Recomendado para você pelo google

O CAMINHO

VÍDEO: Em Pombal, Frei Gilson declara que a Igreja Católica precisa pregar um catolicismo praticante

PREVISÃO DE METEOROLOGISTA

VÍDEO: Chuvas no Sertão da Paraíba poderão encher barreiros, mas recarga de grandes açudes será pouca

COBRANÇA

VÍDEO: Protesto contra reforma da Previdência em Cajazeiras coloca políticos paraibanos na mira do povo

VÍDEO

XEQUE MATE: Professores e psiquiatra falam sobre a relação entre Família, Escola e Sociedade; Assista!