header top bar

section content

Paraibano da região de Sousa é morto a tiros após assalto; Pai chora em entrevista. Vídeo

O corpo será trasladado de Brasília até o município de Nazarezinho, e será velado na casa de familiares

Por

05/02/2014 às 16h55

Carlos Fredson de Sousa, morreu vítima de latrocínio (Foto: Diário do Sertão)

Um assalto terminou em tragédia na noite desta terça-feira (04), em Brasília. O jovem paraibano Carlos Fredson de Sousa, de 24 anos, foi assassinado a tiros após ter o celular roubado por bandidos.

Segundo testemunhas, no momento do crime, Carlos Fredson estava chegando em sua residência juntamente com um amigo, quando foram abordados por dois criminosos que roubaram o celular do paraibano. O amigo de Carlos reagiu, e os bandidos atiraram nas vítimas e fugiram levando um aparelho celular.

Carlos Fredson não resistiu e morreu após ser socorrido para o Hospital Santa Maria/DF. A outra vítima identificada como Danilo, trabalha na aeronáutica e também estava internado no Hospital Santa Maria, mas devido a gravidade dos ferimentos, ele foi transferido para o Hospital da Força Aérea de Brasília.

De acordo com informações de familiares, o paraibano é natural do município de Nazarezinho, mas há seis anos que se mudou para Brasília para trabalhar. Ele era filho do professor Manoel Messias de Sousa.

“Não sei como vou reagir ao ver meu filho. Porque eu ia buscar meu filho na rodoviária, mas agora como vou me sentir ao vê-lo dentro de um caixão”, disse emocionado o senhor Manoel Messias de Sousa, pai da vítima.

O corpo será trasladado de Brasília até o município de Nazarezinho, e será velado na casa de familiares no bairro Francisco Lins, na próxima sexta-feira (07).

Veja vídeo!

DIÁRIO DO SERTÃO

Tags:
SANTO PADROEIRO

VÍDEO: Padre anuncia programação da festa de Dom Bosco em Cajazeiras; festival de música é confirmado

FÓRUM AÇUDE GRANDE

VÍDEO: Grupo entrega documento no MP para fortalecer campanha de revitalização do açude de Cajazeiras

"FICOU DESPREZADA"

VÍDEO: Mulher acusa HRC de negligência no caso da morte de sua irmã após parto; hospital responde

ESTÁ NA CAPITAL DESDE 2015

EXCLUSIVO: Após três anos, lendário padre de Cajazeiras revela o que motivou sua ida para João Pessoa