header top bar

section content

Três detentos fogem da cadeia de Pombal

Menos de 20 dias depois de três detentos fugirem, após escalarem o muro da cadeia pública de Pombal, utilizando-se de uma “teresa” [feita com lençóis e cabos de vassoura], mais um presidiário conseguiu liberdade na manhã deste sábado (15), e a polícia continua sem pistas do fugitivo, que cumpria pena, acusado de assalto à mão […]

Por

16/08/2009 às 11h00

Menos de 20 dias depois de três detentos fugirem, após escalarem o muro da cadeia pública de Pombal, utilizando-se de uma “teresa” [feita com lençóis e cabos de vassoura], mais um presidiário conseguiu liberdade na manhã deste sábado (15), e a polícia continua sem pistas do fugitivo, que cumpria pena, acusado de assalto à mão armada, no mês de maio, naquela cidade.

Conforme informação da rádio Liberdade FM, a fuga aconteceu por volta das 6 horas da manhã, quando Cláudio José Pereira da Silva, o “Claudinho”, de 27 anos, que estava “prestando serviço” na parte externa da cadeia, pulou o muro e “ganhou a rua”.

ACUSAÇÕES:
Contra “Claudinho”, pesavam acusações da sua participação em um assalto contra um estabelecimento comercial, no centro de Pombal, no dia 7 de maio deste ano.

Além dele, teria participado do crime Claudivan Fernandes Rodrigues, o “Van”, de 28 anos. Segundo a polícia militar, os dois, armados com um revólver, chegaram ao comércio da vitima, sendo que um deles adentrou no local dizendo que iria comprar cigarros, mas logo anunciou o assalto, enquanto que o outro bandido ficou fora do estabelecimento dando cobertura em uma moto.

Após a ação criminosa, os ladrões evadiram-se do local, subtraindo da vitima uma pequena quantia de R$ 43,60 reais. Eles foram presos horas depois pela polícia militar.

Fontes ligadas à segurança pública de Pombal disseram à emissora que o atual diretor da cadeia, advogado Assis Freitas, nomeado para o cargo pelo governador José Maranhão, há apenas 15 dias, era também o defensor de Claudinho, junto à Justiça local, no referido processo. Na tarde deste sábado (15), a reportagem tentou um contato com ele, para falar sobre a fuga e a denúncia, mas o telefone do presídio [3431-2991] não atendeu.

FUGA DE TRÊS:

No dia 28 de julho, os detentos Rafael Inácio de Sousa – que cumpria pena por roubo -; Raildo da Silva Bezerra, vulgo “Neném”, acusado de tráfico de drogas, além de Franceildo da Silva, vulgo “Véi de Tinim” ou “Pai véi”, que é condenado por quatro assassinatos, entre eles um contra um policial militar em São Paulo, foram “beneficiados” com a falta de segurança do presídio e fugiram.

Raildo foi preso pela policia militar de Cajazeiras, na manhã do último dia 08 e reconduzido para a cadeia local. Os outros dois continuam foragidos.

NALDO SILVA
Da redação do Diário do Sertão
Liberdade FM – Pombal

Tags:

Recomendado para você pelo google

HOMENAGEM

VÍDEO: Com música ao vivo, programa Diversidade em Foco faz reflexão sobre o Dia das Mães; Assista!

EXCLUSIVO

Presidente reafirma proibição de arma na assembleia, fala da Operação Calvário e cortes de gabinetes

VÍDEO

Governador João Azevêdo fala sobre o afastamento político com Ricardo Coutinho e mudanças no Governo

TRAGÉDIA

VÍDEO E FOTOS: Delegado dá detalhes do grave acidente próximo a parque de vaquejada em Cajazeiras