header top bar

section content

Número de casos de covid-19 confirmados no Brasil sobe para 1.128

Apenas Roraima ainda não registrou infecções do novo coronavírus

Por Agência Brasil

22/03/2020 às 10h06

O Presidente da República, Jair Bolsonaro e o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, durante coletiva à imprensa (Foto: Isac Nóbrega / PR)

O número de casos de Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus, subiu de 904 para 1.128 nas últimas 24 horas, divulgou há pouco o Ministério da Saúde. O número de mortes aumentou de 11 para 18. Os dados consideram informações repassadas pelas secretarias estaduais de saúde até às 16h deste sábado (21).

O Maranhão registrou hoje a primeira ocorrência da doença, detectada em um viajante que chegou de outro estado. No momento, apenas Roraima não registra nenhum caso.

De acordo com a contagem do ministério da Saúde, a região Sudeste registra o maior número de casos, com 642 confirmações. Em seguida, a região Nordeste, que soma 168 casos, a região Sul com 154 casos, o Centro-Oeste com 138 e a região Norte, com 26. Do total de mortes, 15 ocorreram no estado de São Paulo; e as três restantes, no estado do Rio de Janeiro.

Pelo segundo dia seguido, o ministério da Saúde não divulgou o número de casos suspeitos. De acordo com o secretário executivo da pasta, João Gabbardo dos Reis, o reconhecimento de transmissão comunitária (quando não é mais possível traçar a origem da contaminação) em todo o país fez o conceito de casos suspeitos perder o sentido.

“Estamos numa situação em que já está caracterizada a transmissão comunitária. Agora, qualquer cidadão brasileiro com sintoma pode ser considerado caso suspeito, por isso não faz mais nenhum sentido divulgar esse número”, justificou Gabbardo.

No momento, apenas Roraima não registra nenhum caso.

Testes
O secretário de Vigilância em Saúde, Wanderson Kleber de Oliveira, informou que o ministério está prestes a adquirir 5 milhões de testes rápidos para o diagnóstico do coronavírus. Ele disse que a distribuição para todo o país começará em oito dias e ressaltou que o número de casos leves deverá aumentar nos próximos dias por causa da simplificação dos testes.

“Os testes estarão disponíveis daqui a oito dias para distribuição em todo o Brasil. Isso vai aumentar muito a velocidade de diagnóstico em todo o país”, declarou. Nas próximas semanas, o número poderá chegar a 10 milhões de testes rápidos, informou o secretário.

EM JOÃO PESSOA

VÍDEO: Filho de Cajazeirense destaca ações na secretaria e aponta medidas “duras” contra o coronavírus

ASSISTA EM CASA

VÍDEO: Diário News apresenta os problemas que uma quarentena pode causa na sua saúde mental

TV DIÁRIO DO SERTÃO

Olho Vivo – 27.03.2020

SAÚDE E ECONOMIA

VÍDEO: Vice-presidente da OAB-PB avalia as medidas econômicas tomadas pelos governos federal e estadual

Recomendado pelo Google:
Conteúdo Protegido!