header top bar

string(13) "diario-sertao"

section content

Comunidade Vila Mocó um século de abandono e omissões governamentais

Uma comunidade que há mais de cem anos vive as margens da sociedade e que cotidianamente convivem com a falta de ações de cunho administrativo, seja nas diversas esferas da administração direta, os problemas são tão evidentes a olho nu, falamos da Vila Mocó que fica na área periférica do município de Itaporanga. A Vila […]

Por

11/07/2008 às 19h06

Uma comunidade que há mais de cem anos vive as margens da sociedade e que cotidianamente convivem com a falta de ações de cunho administrativo, seja nas diversas esferas da administração direta, os problemas são tão evidentes a olho nu, falamos da Vila Mocó que fica na área periférica do município de Itaporanga.

A Vila Mocó surgiu praticamente com o início da própria cidade e, ao longo dos muitos anos, os moradores convivem com os mais diversos problemas, que dia após dia se avolumam, tais como falta de moradia digna, já que praticamente seus moradores vivem em casas de taipas sujeitos a contração de uma série de enfermidades, falta de esgotamento sanitário, já os esgotos correm a céu aberto.

Um verdadeiro martírio é enfrentado diariamente para a obtenção de água potável, seja para o consumo humano ou para os serviços nas moradias improvisadas, donas de casa madrugam para coletar água que em raríssimas ocasiões chegam a suas torneiras, outras heroínas travam uma verdadeira luta para buscar o precioso liquido do Rio Piancó, trazidos nas cabeças no sofrimento sem fim.

Ausência
A ausência de infra-estrutura básica que é disponibilizada para os muitos municípios brasileiros é algo irreal para aqueles que moram na Comunidade Vila Mocó, muitas crianças ou foram ou serão vitimadas com as muitas doenças de veiculação hídrica.

Segundo o coordenador da Vigilância Ambiental do município de Itaporanga, Jadwilson Queiroz a prefeitura de Itaporanga elaborou um projeto para a construção de pelo menos cem residências para a substituição daquelas moradias, o projeto está às portas para a sua execução, pois a devida atenção, só é dada a cada quadriênio, sobretudo, quando as promessas são realmente requentadas eleição após eleição, disse um morador que pediu para não ser identificado.

FLAVIO JOSÉ
Da redação do Diário do Sertão

Tags:
CLUBE VIVE IMPASSE

VÍDEO – Representante do Atlético em reunião da FPF apresenta fórmula para participar do Paraibano 2019

VÍTIMA DA DIABETES

VÍDEO: Ameaçada de perder o segundo pé, idosa de Cajazeiras pede ajuda para adquirir sandália especial

ASSISTA

VÍDEO: ‘Mensagem de Esperança’ debate o mundo e o mal, sexo e outros temas

PARTICIPE!

VÍDEO: Gerente do Sebrae fala de revolução tecnológica em feira de Cajazeiras e convida empreendedores