header top bar

section content

Jeová critica proibição de moto-som em campanhas

O deputado estadual Jeová Vieira Campos, em entrevista ao Jornal da Manhã da Rádio Oeste da Paraíba, nesta sexta-feira (11), lamentou a decisão do Contran – Conselho Nacional de Trânsito – de proibir o uso de moto-som nas campanhas eleitorais de Cajazeiras. O parlamentar petista foi em defesa dos candidatos que não têm dinheiro suficiente […]

Por

11/07/2008 às 18h39

O deputado estadual Jeová Vieira Campos, em entrevista ao Jornal da Manhã da Rádio Oeste da Paraíba, nesta sexta-feira (11), lamentou a decisão do Contran – Conselho Nacional de Trânsito – de proibir o uso de moto-som nas campanhas eleitorais de Cajazeiras. O parlamentar petista foi em defesa dos candidatos que não têm dinheiro suficiente e nem apoio público para realizar grandes campanhas. Para Jeová, proibir o uso das motos-som, que é a alternativa de divulgação mais barata da região, acaba impedindo que candidatos sem injeção financeira de empresários ou de prefeituras realizem sua própria publicidade eleitoral.

“A moto de som ser proibida, quando a gente não tem financiamento público de campanha… Proibir para um candidato que não tem dinheiro, que não tem apoios econômicos é praticamente impedir que ele faça a publicidadezinha dele. Um candidato rico vai contratar um trio-elétrico de 50 mil. Mas e um candidato simples, do sítio, por exemplo?”, indaga o deputado.

Da redação do Diário do Sertão

Tags:

Recomendado para você pelo google

EM CAJAZEIRAS

VÍDEO: Ciro diz que Ricardo ‘prejudicou-se na sucessão’, mas elogia Azevêdo: “Seria uma honra no PDT”

PREOCUPADO

VÍDEO: Na Semana dos Pobres, bispo de Cajazeiras diz que “pobreza se avoluma cada vez mais nas cidades”

A OBRA PAROU?

Ex-vereador denuncia que terminal rodoviário de Sousa está abandonado: “Prefeito Tyrone não está nem aí”

PROJETO DE LEI

VÍDEO: Comentarista diz que críticas ao leilão de imóveis da Prefeitura de Cajazeiras é ‘politicagem’