header top bar

section content

Assinar carteira ainda é problema

Em Cajazeiras as denuncias chegam na Regional do MT

Por

27/06/2008 às 10h17

Em entrevista cedida ao Diário do Sertão esta semana, o auxiliar administrativo da Superintendência Regional do Trabalho de Cajazeiras, Geraldo Alves, revelou que a maior parte das denúncias que chegam até a SRT ainda são relacionadas a não-assinatura da carteira de trabalho. Geraldo explicou a nossa reportagem que manter o trabalhador empregado sem carteira assinada é crime, sendo que a empresa pode ser autuada e até mesmo fechada se mantiver a irregularidade.

“O Ministério do Trabalho não autua a empresa imediatamente. Damos um prazo para que ela se regularize. Nesse prazo, se a empresa não cumprir a determinação do auditor fiscal, consequentemente a empresa será autuada na forma da Lei”.

Segundo Geraldo Alves, a Superintendência de Cajazeiras tem tido sucesso na regularização de empresas as quais são constatados abusos trabalhistas. Para ele, “Cajazeiras é uma cidade educada por natureza.” E completa:

“Sempre que nos dirigimos até uma empresa, quando constatamos irregularidades, a gente tem conseguido corrigir esse tipo de falha; anotar carteira, recolher o FGTS, a questão da jornada de trabalho. Temos problemas sim, mas é raro termos alguma autuação.”, disse o representando do MT.

Da redação do Diário do Sertão

Tags:
ESTÁ NA CAPITAL DESDE 2015

EXCLUSIVO: Após três anos, lendário padre de Cajazeiras revela o que motivou sua ida para João Pessoa

AMOR E FÉ

ESPECIAL DE FÉRIAS: Crianças e adolescentes de Cajazeiras e Sousa abrilhantam programa na TV Diário

AUXILIAR DO TROVÃO

VÍDEO: Agora no Atlético-PB, ex-jogador do Corinthians está confiante em vaga no Brasileirão da Série D

SAÚDE & BEM-ESTAR

VÍDEO: Médico alerta para consequências do uso excessivo de alguns medicamentos no aparelho digestivo