header top bar

section content

Pela primeira vez açude Lagoa do Arroz sangra e já preocupa população ribeirinha

Para aumentar a apreensão dos ribeirinhos da região do Alto-piranhas, o açude da Lagoa do Arroz atingiu sua capacidade máxima nesta e transbordou, fato que nunca havia acontecido antes.

Por

01/04/2008 às 23h20

Para aumentar a apreensão dos ribeirinhos da região do Alto-piranhas, o açude da Lagoa do Arroz atingiu sua capacidade máxima
nas primeiras horas da madrugada desta terça-feira 1,  e transbordou, fato que nunca havia acontecido antes.

Já no domingo, 31, uma equipe da força-tarefa esteve em Cajazeiras, junto com o prefeito Carlos Antonio, e verificou a situação de risco das famílias que vivem às margens do açude, construído há 20 anos. A preocupação da Prefeitura de Cajazeiras é de que o leito do rio Piranhas esteja obstruído, a exemplo da comunidade de Várzea da Ema.

Já em Sousa, moradores residentes às margens do Rio do Peixe, como nos bairros Várzea da Cruz, Vasco da Gama, Guanabara, Boa Vista, e Angelim, também estão sob alerta com a sangria do açude.

Ninguém tem conhecimento real de como as águas devem chegar na cidade de Sousa, por isso, equipes do Corpo de Bombeiros, Policiais Militares, e voluntários estão atentos às conseqüências da sangria.

Da redação do Diário do Sertão

Tags:
SORTEIO DE R$ 100,00

VÍDEO: “O que o Brasil mais precisa?” agitou o Pix Diário do programa Olho Vivo; veja as respostas

CULTURA NORDESTINA

VÍDEO: Comerciantes de fogos juninos se adaptam para manter tradição em barraquinhas da cidade de Sousa

TRADIÇÃO DA ÉPOCA

VÍDEO: Comerciantes de produtos juninos avaliam vendas em Cajazeiras e temem mudança para outro local

REAÇÃO

VÍDEO: Governador diz que lei sancionada por Bolsonaro é ‘absurdo’ e não reduz preços dos combustíveis

Recomendado pelo Google: