header top bar

section content

Casos de dengue assustam Cajazeiras

Cidade esta em pé de guerra contra o mosquito

Por

12/02/2008 às 09h59

A internação do deputado estadual Jeová Campos (PT) com suspeita de dengue hemorrágica, na madrugada da última sexta-feira, e a notícia de que duas crianças estariam com a doença assustou os moradores do município de Cajazeiras, no Alto Sertão paraibano. Com isso, várias suspeitas começaram a surgir na região, onde Jeová possivelmente contraiu a doença. No entanto, o secretário municipal de Saúde, Maxwell Apolo Araújo, disse que as duas crianças foram submetidas a exames sorológicos, mas apenas uma estava com o número de plaquetas baixas, que é uma das principais características da hemorrágica. Ele disse ainda que, caso o exame do deputado Jeová dê positivo para a doença, ele será o primeiro caso confirmado em Cajazeiras este ano.

“São apenas suposições, a população de Cajazeiras se assustou com o caso do deputado e agora todos estão dizendo que existem vários casos de dengue hemorrágica no município, só que isso não corresponde, pois, nenhum caso da doença foi registrado em Cajazeiras desde o início deste ano. O que tínhamos era a suspeita de que duas crianças, além do deputado Jeová, apresentaram os sintomas e por isso, foram encaminhadas para a Capital, só que uma delas já foi até descartado e a outra está aguardando a sorologia, para termos certeza se é mesmo hemorrágica ou não”, disse Maxwell.

Segundo o coordenador de enfermagem do Hospital Infantil de Cajazeiras, Emanuel Braga, para onde as crianças foram levadas, ambas apresentavam sintomas de dengue clássica, mas apenas uma estava com o nível de plaquetas baixas. “Uma das crianças teve o diagnóstico confirmado para dengue clássica e como apresentava queda de plaquetas no organismo, levantamos a suspeita de ser hemorrágica. Por isso, ela foi encaminhada para João Pessoa, para fazer o exame sorológico e estamos aguardando o resultado desse exame para saber se é essa doença mesmo ou não”, disse Emanuel.

Maxwell disse que, em 2007, foram registrados no município cinco casos de dengue hemorrágica e que, apesar de não ter nenhuma confirmação da doença desde o início de 2008, todas as medidas sanitárias necessárias para combater o mosquito da dengue estão sendo tomadas no município.

Lacen faz 100 exames por mês
O Laboratório Central de Saúde Pública do Estado (Lacen-PB), na Capital, realizou uma média de 100 exames sorológicos nos últimos meses. Segundo a chefe do Núcleo de Biologia Médica do Lacen, Dalane Loudal, o número é considerado baixo e até normal para o período. No entanto, ela alerta que ele deverá subir a partir dos meses de março e abril, quando começam as chuvas na região. “No ano passado, teve época em que fizemos uma média de 700 exames mensais”, disse.

Dalane disse ainda que a sorologia é a forma mais fácil de diagnosticar a dengue clássica, mas não a hemorrágica, mais grave e que pode levar à morte. “Não há exame específico para diagnosticar a dengue hemorrágica, mas o médico pode solicitar exames complementares, como hemograma, número de plaquetas, exame clínico e a prova do laço, uma técnica muito simples e fácil de fazer, que auxiliam na análise final”, explicou.

População deve fazer sua parte
Romilda Fernandes disse que a população deve ficar atenta e manter a vigilância para evitar a formação de novos focos de dengue e assim, diminuir a incidência de casos da doença no Estado. Dicas como evitar a acumulação de água parada em quintais, jardins e terrenos, manter caixas de água e cisternas fechadas e vasilhames que possam guardar água limpa fechados são essenciais, principalmente nos períodos de chuvas, quando o número de casos da doença cresce. “A dengue deve ser combatida sempre e a participação das pessoas é muito importante, principalmente com os cuidados básicos que todos sabem”, explicou Romilda.

Alessandra Bernardo – Jornal Correio

Tags:
SORTEIO DE R$ 100,00

VÍDEO: “O que o Brasil mais precisa?” agitou o Pix Diário do programa Olho Vivo; veja as respostas

CULTURA NORDESTINA

VÍDEO: Comerciantes de fogos juninos se adaptam para manter tradição em barraquinhas da cidade de Sousa

TRADIÇÃO DA ÉPOCA

VÍDEO: Comerciantes de produtos juninos avaliam vendas em Cajazeiras e temem mudança para outro local

REAÇÃO

VÍDEO: Governador diz que lei sancionada por Bolsonaro é ‘absurdo’ e não reduz preços dos combustíveis

Recomendado pelo Google: