header top bar

section content

Padre Djacy critica duramente CNBB

Ele é defensor ferrenho da Transposição do Rio São Francisco

Por

17/12/2007 às 16h37

/O padre paraibano Djacy Brasileiro, defensor ferrenho da Transposição do Rio São Francisco, enviou nota a imprensa criticando duramente a Confederação Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) pela entidade ter dado apoio ao bispo Dom Flávio Cappio e ter pedido aos cristãos para fazer jejum e oração pelo bispo baiano.

“É inconcebível, inadmissível, inimaginável, estarrecedora, revoltante, talvez até inédita essa estória da CNBB pedir aos cristãos para fazerem jejum e oração por dom cappio, Bispo grevista. Meu Deus, será que chegou o fim do mundo?”, questionou Djacy.

O padre ainda aconselha a Dom Cappio a se alojar no congresso nacional e lá fazer uma greve de fome contra a corrupção generalizada que ora assola o país; contra o desemprego, a violência, a injustiça social e o descalabro ético e moral que reinam no Brasil e lute com sua essa greve para que os brasileiros tenham assistência médico-hospitalar com dignidade e segurança a todo vapor.

Confira na íntegra a nota do padre Djacy Brasileiro.

JEJUM E ORAÇÃO POR DOM CAPPIO?

É inconcebível, inadmissível, inimaginável, estarrecedora, revoltante, talvez até inédita, essa estória da CNBB pedir aos cristãos para fazerem jejum e oração por dom cappio, Bispo grevista. Meu Deus, será que chegou o fim do mundo? Será alguma profecia apocalíptica se concretizando? A CNBB mandar fazer jejum e oração por um cristão que faz greve de fome? Não é paradoxal? Primeiro, por estar contrariando os princípios cristãos e da Igreja; segundo, por não querer partilhar das águas do “velho Chico”? Ser solidário a alguém que faz greve de fome para tentar barrar um projeto de cunho redentor? Eu não acredito no que estou ouvindo ou lendo. É o cúmulo do absurdo, recomendar jejum e oração por alguém que tenta a todo custo barrar uma obra que visa libertar milhões de nordestinos da amargura não só da sede, mas da miséria e do atraso generalizado. Não dá
para acreditar. Será o relativismo atingindo de cheio o cristianismo na sua pura essência?

Lamento profundamente esse apoio clamoroso e incondicional, por parte da CNBB, a esse Bispo que se diz defensor da vida, mas ao mesmo tempo, tenta a todo custo, impedir que o governo federal execute um projeto que vai amenizar a dramática situação de tantos irmãos nordestinos. É muita contradição desse pastor. É defensor do rio, menos da vida de milhões de seres humanos. Então, que me desculpe o Bispo, mas vou chamá-lo de DOM MORTE. E digo a CNBB, que estou rezando para que o governo federal, através do ministério da integração nacional, com muita determinação e vontade política, faça acontecer o sonho de todos nós: a transposição.E o povo esmagado pela dor do peso da cruz do dia a dia ,neste pedaço de chão nordestino,NÃO vai levar em consideração esse apelo da CNBB,em defesa desse pastor que visa somente proteger o seu redil,e os outros que se danem. E também, quem é contra esse projeto é por que vive nas capitais ou nas grandes cidades no bem bom e não sabe o que é SOFRER com as conseqüências nefastas da seca.

Agora pergunto a CNBB: por que dom cappio é contra esse projeto? O que está por trás dessa sua posição tão radical, irredutível?Quem está lucrando com seu famoso “JEJUM”? A quem interessa esse seu posicionamento? Ele conhece o polígono da seca? Ele sabe o que é seca com suas conseqüências nefastas? Ele já presenciou os flagelados gritando por água, comida e dignidade em tempo de seca braba? E também, onde estava dom Cappio, nas grandes secas da década de noventa? Por que só agora ele fala em Atlas do nordeste com suas propostas de combate à seca? Onde estava dom Cappio, quando em longos períodos de estiagens, meus irmãos sertanejos saqueavam as feiras em busca de comida? Por que só agora ele se apresenta como alguém que compadece desses filhos de Deus, vítimas do flagelo da seca? Aliás, chegaram a dizer que o bispo grevista seria um outro padre Cícero do nordeste. É o cúmulo do absurdo!

Dom Cappio, tome meu conselho, vá se alojar no congresso nacional e lá faça uma greve de fome contra a corrupção generalizada que ora assola o país; contra o desemprego, a violência, a injustiça social e o descalabro ético e moral que reinam no Brasil e lute com sua essa greve para que os brasileiros tenham assistência médico-hospitalar com dignidade e segurança a todo vapor. Assim, vossa reverendíssima estará fazendo um grande bem a o povo brasileiro.

Pare com essa greve de fome, porque lula vai fazer a transposição; e jejum e oração sejam feitos em solidariedade aos milhões de nordestinos que clamam por água e por vida. Essa atitude sim, será abençoada por Deus. E Esse pedido de jejum e oração pelo senhor, que é contra a transposição para matar nossa sede, é uma afronta a um povo sofrido, que há séculos esperam por dias melhores.

Que o Deus da vida abençoe o Presidente Lula, concedendo-lhe coragem, força e grande vontade política para concretizar a promessa da redenção dos milhões de aflitos: “já vem, já vem, já se aproxima a redenção”.
Obs.: Se Lula recebe representantes de Dom Cappio, por que não pode receber um padre, que mora no polígono da seca, para falar-lhe da necessidade da transposição?

Padre Djacy Brasileiro
Santa Cruz, 16/12/2007

da redação

Wscom Online

Tags:
ESPERANÇA

VÍDEO: Teste com novo medicamento já aprovado pela Anvisa elimina câncer em 100% dos casos

DESINIBIDO

VÍDEO: Prefeito de Cachoeira dos Índios sobe ao palco e canta para multidão no ‘Festeja Cachoeira’

VÍDEO NAS REDES

VÍDEO: Cantor Zé Felipe se desculpa por atraso em show no Sertão da Paraíba e detona prefeito

SORTUDA

VÍDEO: Moradora de Brejo do Cruz é sorteada no Bilhete Doação da Sorte; veja se você ganhou mil reais

Recomendado pelo Google: