header top bar

section content

VÍDEO: Radialista cajazeirense abre casa de apoio em João Pessoa para acolher pacientes com câncer

Natural de Cajazeiras, Abrantes se destaca na cidade de Patos, onde apresenta um programa na manhãs da rádio Espinharas FM.

Por Redação Diário

23/02/2019 às 14h25

O radialista Abrantes Júnior abriu na manhã desta sexta-feira (22) em João Pessoa uma Casa de acolhimento dentro do Projeto “Mão Amiga” que tem como objetivo acolher pacientes com câncer que vem do município de Patos a procura de atendimento médico na Capital. A solenidade contou com a presença do Padre Fabrício Dias, da Paróquia Nossa Senhora da Conceição, em Taperoá que veio abençoar o ambiente.

VEJA MAIS NOTÍCIAS DE PATOS

Natural de Cajazeiras, Abrantes se destaca na cidade de Patos, onde apresenta um programa na manhãs da rádio Espinharas FM. Ele explicou que alguns meses atrás perdeu uma pessoa por nome de “Inácia”, muita querida, que morou 40 anos com ele e que a tinha com uma mãe.

” Eu passei a cuidar dela aqui em João e era um sofrimento muito grande porque não tinha onde ficar e ela acabou falecendo”, contou o radialista.

Radialista Abrantes Junior ao lado do Padre Fabrício Dias, da Paróquia Nossa Senhora da Conceição, em Taperoá

Ainda segundo o radialista e depois da partida de dona Inácia ele sentiu- comovido e resolveu abrir essa casa de apoio. ” Essa casa vai funcionar a partir das seis [6] horas aonde as pessoas terão direito de tomar um banho, tomar um café da manhã e seguir para a sua rotina de tratamento ao invés de ficar debaixo de uma árvore”, finalizou.

PORTAL DIÁRIO

Tags:

Recomendado para você pelo google

ELITISMO?

VÍDEO: Escolas federais têm segurança, mas as outras são ‘destratadas’, afirma diretor em Cajazeiras

FUTEBOL

VÍDEO: Diário Esportivo fala sobre o Festival de Prêmios do Atlético e do clássico contra o Sousa

MASSACRE DE SUZANO

VÍDEO: Psicóloga fala sobre jogos eletrônicos e ausência da família influenciando tragédias com jovens

O CAMINHO

VÍDEO: Em Pombal, Frei Gilson declara que a Igreja Católica precisa pregar um catolicismo praticante