header top bar

section content

CZ: Primeiro bebê nascido em 2010

A criança é filho de pais da cidade de Cachoeira dos Índios

Por

04/01/2010 às 21h54

/A primeira criança nascida na cidade de Cajazeiras em 2010 não é da terra do Pe. Rolim. Segundo o enfermeiro chefe Moacir Andrade da maternidade Deodato Cartaxo, o bebê é filho da senhora Lindalva Francisca dos Santos, 31 anos, do sítio Angical da cidade de Cachoeira dos Índios. Werriene nasceu com 47 centímetros, 3 quilos e 725 gramas vindo ao mundo a 0 hora e 35 minutos, e até às 9:00 da manhã do último sábado já haviam nascido cinco crianças.

Melhorias na maternidade
O enfermeiro Moacir declarou ainda que a equipe que trabalha na maternidade vem se adaptando a nova estrutura administrativa que este setor hospitalar tomou, sendo que uma das novidades implantadas é o direito de um acompanhante para as pacientes no pré, durante e no pós-parto, a fim de oferecer um melhor atendimento às mulheres de Cajazeiras e região.

A importância do parto normal

De acordo com Moacir, a maternidade tem diariamente à disposição dois obstetras e um pediatra, além de um enfermeiro e quatro técnicos de enfermagem, e as mulheres são encaminhadas para dar a luz segundo a indicação de seus médicos, pois se houver necessidade do parto cesariana o médico realiza, entretanto se dá maior prioridade ao parto normal.

Ele também esclareceu a importância do parto natural: “O parto normal é mais vantajoso, pois quando as mulheres dão a luz pelo meio natural, no outro dia já têm alta, e podem sair andando normalmente, enquanto que na cesariana elas precisam ficar na maternidade durante 48 horas, há o risco de ocorrer uma infecção ou complicação, e a recuperação é mais demorada, mas o que podemos perceber é que em Cajazeiras as mulheres assim que chegam à maternidade não esperam nem o que o médico vai dizer, e pedem logo para que o obstetra realize a cesariana”, afirmou o enfermeiro chefe da maternidade.

Óbito durante o parto
O enfermeiro também afirmou que nos casos de óbito durante o parto, uma equipe da Secretaria de Saúde de Cajazeiras avalia a causa da morte. “A equipe de saúde de Cajazeiras sempre está à disposição para avaliar as causas de óbito durante as partos na maternidade”, finaliza.

RAQUEL ALEXANDRE
Da redação do Diário do Sertão

Tags:

Recomendado para você pelo google

VISTANDO SUA TERRA NATAL

Heron Cid defende centro universitário em Marizópolis e ponto de intersecção entre Sousa e Cajazeiras

BOA NOTÍCIA

Hospital Universitário de Cajazeiras passa a oferecer novos serviços para a população do Alto Sertão

REVOLTA

VÍDEO: ‘Só quem odeia Lula o quer preso, como se ele fosse um bandido perigoso’, diz jornalista

VÍDEO

“Sou liderança forte, mas estou abandonado”, declarou Gobira ao vivo sobre grupo de Carlos Antonio