header top bar

section content

Jeová pode desistir de concorrer a Câmara Federal e admite disputar reeleição

A declaração do deputado, as vésperas do encontro articulado, entre Vituriano, Léo, Jeová e Maranhão causou uma grande repercussão no meio político Cajazeirense.

Por

29/12/2009 às 15h53

O deputado estadual Jeová Vieira Campos (PT), poderá desistir de sua pré-candidatura a Câmara Federal e disputar a reeleição para a Assembléia Legislativa.

O parlamentar admitiu, que em virtude de uma possível candidatura de Veneziano para o senado, e consequentemente a desistência de Wilson Santiago, que voltaria a disputar uma vaga na Câmara Federal, seu projeto se tornaria prejudicado, o que levará a uma mudar seu projeto político para 2010.

A declaração do deputado, as vésperas do encontro articulado, entre Vituriano, Léo, Jeová e Maranhão causou uma grande repercussão no meio político Cajazeirense, tendo em vista, que o ex-prefeito Vituriano de Abreu (PSC) já anunciou sua pré-candidatura a deputado estadual, com o apoio do prefeito Léo Abreu, seu filho e do grupo situacionista.

Com esta nova possibilidade, a aliança entre os dois políticos aliados de Maranhão, necessitará de uma intervenção direta do governador, na tentativa de minimizar as arestas e buscar um caminho para que a paz volte a reinar nas hostes da situação.

Jeová se mostrou fiel em todos os últimos embates políticos, em que Vituriano e Léo colocaram seus nomes para o veredicto da população, por isso aguarda o reconhecimento.

União
Os dois lideres políticos se aliaram definitivamente nas eleições de 2004, Jeová Campos apoiou o médico Léo Abreu na sua primeira disputa municipal contra Carlos Antonio que era candidato a reeleição, quando mais uma vez o grupo foi derrotado. Em 2006 Jeová lançou-se candidato a deputado estadual pelo Partido dos Trabalhadores, foi ai onde a aliança começou a se estremecer. Segundo se comenta, Vituriano teria pedido certa quantia em dinheiro para apoiar Jeová, o que teria causado revolta no até então candidato, que mesmo assim buscou um entendimento com o Leão, chegando a um consenso e logrando êxito no pleito disputado. Em 2008, Jeová, mesmo ainda chateado com a imposição feita na ultima eleição, coordenou a campanha eleitoral vitoriosa do atual prefeito Léo Abreu, chegando a ser o fiel da balança para a quebra da hegemonia do grupo do então prefeito Carlos Antonio.

O fato é que este estremecimento poderá trazer novos desdobramentos na política cajazeirense, com possibilidades de alianças já mais previstas, que poderão refletir não só nas eleições 2010, como também nas próximas eleições municipais em 2012.

Da Redação do Diário do Sertão

Tags:

Recomendado para você pelo google

SUCESSO

VÍDEO: Mensagem Empresarial mostra história de um dos maiores empresários e empreendedores de Cajazeiras

EMOCIONANTE

VÍDEO:Em documentário especial, Xeque Mate mostra realidade de famílias que moram no Lixão de Cajazeiras

ENTRE PÚBLICO E PRIVADO

VÍDEO: Empresário revela que quase foi candidato a prefeito de Cajazeiras e explica por que recusou

VÍDEO

Sindicatos batem martelo e definem novo salário dos comerciários de Cajazeiras para 2019-2020