header top bar

section content

Obras da BR 434 que liga Uiraúna a Poço Dantas devem começa ainda este ano

Essa obra é uma das mais esperadas pelas comunidades de Santarém, Poço Dantas e Bernardino Batista que há anos sonham com a sua construção.

Por

26/10/2009 às 17h53

O DNIT anunciou que vai realizar em fim o processo licitatótio da , no trecho de 18 KM, que corresponde a Paraíba. De acordo com o edital 0470/09-13, divulgado pelo DNIT, a obra está orçada em R$ 27.981.200,14. Com esse valor a empresa ganhadora da licitação terá um prazo de 360 dias para entregar os 18 Km do sub-trecho trecho que começa no entroncamento da BR 405, no Alto Bela Vista, em Uiraúna, e termina na divisa Paraíba-Ceará, em Poço Dantas.

Essa obra é uma das mais esperadas pelas comunidades de Santarém, Poço Dantas e Bernardino Batista que há anos sonham com a sua construção. No período invernoso essas cidades ficam isoladas pela cheia do Rio do Peixe.

Os prefeitos de Uiraúna, Poço Dantas, Santarém e Bernardino Batista, estão ansiosos e se preparam para viajar a João Pessoa para acompanhar no próximo dia 18 de novembro a realização da licitação da obra de pavimentação da BR 434.

Importância
A prefeita de Uiraúna, Glória Geane, ressalta a grande importância que terá essa rodovia para a economia local, pois além de gerar empregos e renda para o município, também dará segurança para quem trafega diariamente pela rodovia, com objetivo de fazer compras e resolver outros negócios por aqui. "É a realização de um grande sonho que agora está se tornando realidade", disse a prefeita.

Da Redação do Diário do Sertão
Com Informações COFEMAC

Tags:
MUITO ESTRAGO

VÍDEOS: Chuva com vendaval causa destruição de prédios em Cajazeiras e Sousa e assusta moradores

DE 22 A 27 DE JANEIRO

VÍDEO: Teatro Ica completa 34 anos em Cajazeiras com extensa e diversificada programação cultural

DE 2017 PARA ESTE ANO

VÍDEO: São José de Piranhas tem aumento alarmante de homicídios em 2018; confira balanço da PM na região

VIXE!

VÍDEO: Vidente detalha futuro da imprensa de Cajazeiras e prevê mortes: “Não chega às festas juninas”