header top bar

section content

Estudantes fazem protesto por falta de pagamento dos transportes estaduais

Os estudantes protestaram contra a falta de pagamento dos transportes escolares, que já dura cerca de 5 meses, segundo os motoristas nenhum pagamento referente ao ano letivo 2009, foi efetuado.

Por

31/07/2009 às 19h48

Aproveitando a visita do governador Maranhão a Cajazeiras, estudantes da rede estadual de ensino realizam manifestação na tarde desta sexta-feira(31) em frente a prefeitura de Cajazeiras.

Os estudantes protestaram contra a falta de pagamento dos transportes escolares, que já dura cerca de 5 meses, segundo os motoristas nenhum pagamento referente ao ano letivo 2009, foi efetuado.

Segundo os manifestantes, o governador José Maranhão confirmou, durante a visita a Cajazeiras, que o convênio entre o estado e o município, já foi firmado e a secretaria das finanças já efetuou um repasse para os cofres do município. Mesmo assim, o pagamento ainda não foi repassado aos motoristas.

Os manifestantes prometem nova mobilização, caso o pagamento referente a julho não seja pago até a próxima segunda-feira.

Aguarda-se uma posição do poder público municipal, que agora ficou com o abacaxi, deixado pelo estado.

Segundo informações, a secretaria de educação do estado alega que, os estudantes da rede municipal estão sendo transportados juntos com os estudantes da rede estadual e os municípios saem lucrando com o convênio, pois com a parceria estado X Municípios, foi reduzido o numero de viagens, reduzindo as despesas com transporte escolar.

Da Redação do Diário do Sertão

Tags:

Recomendado para você pelo google

DELAÇÃO PERIGOSA

Prisão de Burity pode cair como ‘bomba atômica’ em prefeitos e ex-prefeitos do Sertão, diz colunista

EM NOVEMBRO

VÍDEO: Fórum inédito do Governo do Estado discutirá perspectiva de emprego e renda em Cajazeiras

MUNICÍPIOS DISPUTAM CAMPUS

VÍDEO: Deputado lamenta ‘briga’ entre Itaporanga e Piancó pela UEPB e diz que a luta é do Vale do Piancó

PARA TUDO!

VÍDEO! Garis realizam greve e toneladas de lixo deixam de ser coletados na cidade de Patos