header top bar

section content

Ministério Público ajuíza ação determinando fechamento de casas de eventos

O promotor de Justiça Dr. Leonardo Cunha Lima confirmou que apenas a casa de recepções Lafiesta, está dentro dos padrões exigidos, obedecendo as normas de segurança e demais órgãos de fiscalização.

Por

29/07/2009 às 13h00

Os shows e festas em Cajazeiras estão com os dias contados, se depender do Promotor Leonardo Cunha Lima.

Na manhã desta quarta-feira (29), o Ministério Público, ajuizou uma Ação Civil Pública na 4ª Vara da Comarca de Cajazeiras, pedindo o fechamento dos clubes sociais de Cajazeiras. As alegações do MP, apontam para o não cumprimento das determinações legais para funcionamento de casas de espetáculos e shows, que aglomerem um grande número de pessoas.

O promotor de Justiça Dr. Leonardo Cunha Lima confirmou que apenas a casa de recepções Lafiesta, está dentro dos padrões exigidos pela justiça, obedecendo as normas de segurança, como também as normas dos órgãos competentes.

Com esta determinação a Casa de Shows Pallacium, o clube Campestre, a AABB, a Área de Lazer Alcino Xavier deverão ser interditadas, até que regularizem as pendências constatadas pelo Ministério Público.

JOSELITO FEITOSA
Da Redação do Diário do Sertão

Tags:
ESTÁ NA CAPITAL DESDE 2015

EXCLUSIVO: Após três anos, lendário padre de Cajazeiras revela o que motivou sua ida para João Pessoa

AMOR E FÉ

ESPECIAL DE FÉRIAS: Crianças e adolescentes de Cajazeiras e Sousa abrilhantam programa na TV Diário

AUXILIAR DO TROVÃO

VÍDEO: Agora no Atlético-PB, ex-jogador do Corinthians está confiante em vaga no Brasileirão da Série D

SAÚDE & BEM-ESTAR

VÍDEO: Médico alerta para consequências do uso excessivo de alguns medicamentos no aparelho digestivo