header top bar

section content

Sem dó: prefeito corta salários

Professores de Marizópolis vão à Justiça contra Zé Vieira

Por

07/06/2009 às 09h26

O prefeito José Veira da Silva, de Marizópolis, município do sertão paraibano, conseguiu na noite da ultima quinta-feira (4), durante sessão extraordinária realizada na Câmara Municipal, aprovar a redução de salário dos professores do município.

Um aumento havia sido concedido em dezembro de 2008, na gestão da ex-prefeita Alexiana Vieira, sobrinha do atual gestor, através de uma equiparação salarial com o piso nacional da categoria que é de R$ 950,00.

Porém, há cerca de quatro meses, apenas dois após a Lei que autorizava a concessão do reajuste entrar em vigor, o atual prefeito passou a alegar que os recursos do município seriam insuficientes para arcar com tamanha despesa, até que na noite da ultima quinta-feira a Lei foi ‘derrubada’.

Os professores do município já decidiram entrar na justiça contra a Prefeitura para tentar reverter a situação, que considerada ilegal por parte de alguns juristas, tendo em vista que após conceido aumento salarial, não é permitido que o servidor passe a ganhar menos do que o garantido por lei.

Redução de 42%
Segundo os professores, a Lei anulada teria sido apresentada e aprovada pelo próprio Executivo num momento em que o atual prefeito se apresentava como pretenso candidato a uma das vagas de deputado estadual na Assembleia Legislativa.

Uma sessão extraordinária chegou a ser realizada na noite da última terça-feira(2), para apresentação de uma propositura substitutiva onde alguns dispositivos teriam sido alterados sem afetar a meta primeira de redução salarial.

Com a redução aprovada, o salário dos professores municipais de Marizópolis cai de R$ 950,00 para cerca de R$ 550,00, uma redução de R$ 400,00, o equivalente a 42% dos atuais salários recebidos.

Prefeito perde vereador
A polêmica na Câmara provocou a redução da bancada governista. Constrangido, o vereador Sandrinho Farias se rebelou e decidiu não acompanhar a determinação do prefeito José Vieira. Para votar contra o projeto enviado pelo Executivo, o parlamentar rompeu com o esquema político do qual fazia parte há cerca de 15 anos.

Apenas ele e o vereador de Oposição Abdon Lopes votaram pela rejeição da propositura. Célio Macário, Zé de Pedrinho, Osmar Vitalino, Robério Oliveira, Naldinho de Peixoto, Fabiano Lira e Marineide Aristides ficaram do lado do prefeito e ajudaram a reduzir os salários dos professores.

Zé Vieira desqualifica Dionízio
Procurado pela reportagem do Diário do Sertão, o prefeito de Marizópolis evitou entrar no mérito do projeto que prejudicou a categoria. José Vieira preferiu concentrar os ataques contra o ex-vereador Dionízio Gomes, que tem feito pesadas críticas sobre a Administração Municipal.

Vieira disse não ter respostas para dar a quem não tem votos. Lembrou que Dionízio teve um sobrinho (Pablo Gomes) candidato e derrotado por duas vezes e que nem com a ajuda do tio conseguiu ter êxito nas eleições. 

Da Redação do Diário do Sertão
Com informações do Portal Correio

Tags:
DEPENOU O GALO

VEJA OS GOLS: Atlético de Cajazeiras vence o Treze de Campina e assume a liderança isolada do Paraibano

NA TELA DA TV DIÁRIO

Diário Esportivo traz tudo sobre a 2ª rodada do Paraibano; Tático narra gol da vitória do Atlético

SE CUIDE!

VÍDEO: No Janeiro Branco, Diversidade em Foco promove uma ‘Conversa sobre suicídio e como evitá-lo?’

RECONHECIMENTO

Prefeito de Sousa garante ajuda mensal ao médico cubano: “Eu irei ajudá-lo em todos os momentos”