header top bar

section content

Tricô: conheça um pouco mais da peça que é fashion o ano todo

Quer conhecer um pouco mais da história dessa peça e ver dicas de como adotá-la em seu dia a dia? Nós temos algumas informações bem bacanas para você!

Por Link Building Assistant

28/06/2019 às 16h42 • atualizado em 01/07/2019 às 14h38

conheça um pouco mais da peça que é fashion o ano todo

É muito difícil encontrar uma pessoa que não tenha sequer uma peça de tricô em seu guarda-roupas. Pode ser um sofisticado suéter, feito com 6 agulhas, ou uma simples meia. O fato é que esse jeito artesanal de fazer as roupas é muito tradicional e popular.

E se você já está se preparando para o inverno, saiba que o tricô está na moda e pode ser usado nas mais diversas ocasiões, desde o dia a dia, até situações mais formais.

Quer conhecer um pouco mais da história dessa peça e ver dicas de como adotá-la em seu dia a dia? Nós temos algumas informações bem bacanas para você!

História do tricô

A história do tricô ainda é um pouco imprecisa, mas sabe-se que esse jeito artesanal de produzir vestimentas é bem antigo e remete ao Egito antigo onde há os primeiros relatos da existência dessas peças. As agulhas eram bem mais arcaicas do que as atuais e eram feitas de pedaços de madeira e ossos.

Para alguns especialistas, o desenvolvimento da técnica do tricô também se associa à antiga costura chinesa. Os chineses tinham um jeito muito peculiar de fazer bordados nas roupas, prática que acabou se difundindo pelo Oriente e, de lá, para a Europa.

Segundo alguns estudiosos da História e da Moda, os primeiros tricoteiros eram homens. Já as mulheres se incubiam da função de produzir o fio. Hoje em dia, a situação é totalmente reversa e é cada dia mais difícil encontrarmos homens que consigam fazer tricô.

Tricô artesanal x industrial

Antigamente, era muito comum ver mães e avós fazendo enxovais de tricô. Como as mulheres têm deixado o ambiente doméstico para ocupar o mercado de trabalho e como a indústria desenvolveu máquinas que produzem o tricô, a atividade de tricotar uma roupa ficou um pouco mais rara.

Para alguns especialistas, um bom tricô tem que ser feito mesmo manualmente. Mas a industrialização não só facilitou a produção, como também ajudou a popularizar a roupa.

No entanto, nos últimos anos, com a revalorização de atividades manuais, podemos dizer que o tricô artesanal está voltando a ser feito. Nas grandes cidades brasileiras, por exemplo, é perfeitamente possível encontrar cursos técnicos que ensinam a pessoa a tricotar.

Diversidade de pontos e peças

Como já dito, antigamente era necessário que a pessoa tivesse um pouco de noção de artesanato já que o processo de feitura das roupas era totalmente manual.

Ter uma boa agulha e uma lã de qualidade, por exemplo, eram essenciais. E não apenas isso. Também era imprescindível conhecer um pouco de costura e, mais especificamente, dos pontos de crochê. Isso porque eles são a base para fazer um tricô.

Só que esses pontos são muito diversificados. E variam não apenas do ponto de vista do tamanho e do design final, mas também das técnicas. Há pontos de tricô, por exemplo, que são feitos com várias agulhas. Dois dos mais famosos são o ponto de tricô irlandês e o do tipo trança.

E eles podem ser aplicados em várias peças. Blusas, ponchos, gorros e cachecóis são super tradicionais e populares. No entanto, é cada vez mais comum vermos vestidos de tricô que, dependendo do tecido, podem ser usados também no verão.

Como adotar o tricô no dia a dia

Embora as peças mais tradicionais sejam feitas de lã, ou seja, para os dias mais frios, o tricô é extremamente versátil e pode ser também usado em meses de temperatura mais amena. Neste caso, eles devem ser feitos de outros tecidos, como, por exemplo, a malha e a linha.

Se você estiver pensando em produções para o inverno, saiba que o tricô é realmente uma peça coringa e que vai com absolutamente tudo.

Tricô no trabalho

No trabalho, o tricô te ajuda a compor um look sério, e, ao mesmo tempo, sofisticado. Se estiver mais frio, você pode optar por blusas de gola alta, ou, por sobretudos.

Cores mais neutras, como o marrom e o vinho, sempre são bem-vindas em ambientes que exigem seriedade. Mas você pode ousar com uma lã mais colorida, como o vermelho chili pepper e o peach pink.

Tricô para o dia a dia

Para as situações do dia a dia, você pode escolher, por exemplo, um vestido de tricô. Se você optar por um modelo mídi (que vai até a batata da perna), pode combinar com uma ankle boot, por exemplo.

Se estiver mais frio, é possível escolher um lindo cachecol de tricô. Neste caso, você pode escolher um com estampa animal ou um modelo mais trabalhado nos pontos de crochê. Neste caso, as cores podem ser diversificadas e o acessório pode acabar roubando a cena do seu look.

Pronta para ficar quentinha e elegante com o tricô?

Recomendado para você pelo google

FICOU PRESO ÀS FERRAGENS

PRF conta detalhes do acidente que vitimou vendedor da Região de Cajazeiras e deixou mulher ferida

VÍDEO

Aliado do governador bate de frente com presidente da CDL e garante funcionamento do IPC em Cajazeiras

NOVOS RUMOS

VÍDEO: Em Patos, assembleia da Paraíba debate sustentabilidade e desenvolvimento regional no Sertão

SUCESSO

VÍDEO: Mensagem Empresarial mostra história de um dos maiores empresários e empreendedores de Cajazeiras