header top bar

section content

SERTÃO: Estudante de 14 anos, de escola pública é ouro na Olimpíada Brasileira de Matemática

Na última edição, realizada em 2016, o estudante conquistou a medalha de bronze.

Por Luzia de Sousa

06/08/2018 às 15h57

Aluno da Escola Estadual de Tavares conquista medalha de ouro na Obmep

O estudante Gabriel Porfírio Tertuliano, de 14 anos, que cursa o 8º ano do Ensino Fundamental na Escola Estadual Adriano Feitosa, localizada no município de Tavares, conquistou a medalha de ouro na Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (Obmep). Esta não é a primeira conquista de Gabriel na Obmep. Na última edição, realizada em 2016, o estudante conquistou a medalha de bronze.

A gestora da Escola Estadual Adriano Feitosa, Maria de Fátima de Melo Cândido, destacou a necessidade de um olhar diferenciado para alunos que se destacam. “Ao identificarmos um aluno talentoso, trabalhamos com este aluno a sua autoestima para ampliar suas habilidades e reforçar seu conhecimento. Encaminhamos esses alunos pra aulas de reforço, damos suporte e total assistência quando este realiza cursos online, a exemplo do PIC (Programa de Iniciação Científica – destinado aos alunos medalhistas), que o aluno Gabriel Porfírio participava no laboratório de informática da escola, além de outras ações, como por exemplo projetos e feira de conhecimento, envolvendo estes alunos”, explicou.

Aluno da Escola Estadual de Tavares conquista medalha de ouro na Obmep

Obmep
A Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas é um projeto nacional dirigido às escolas públicas e privadas brasileiras, realizado pelo Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada (IMPA), com o apoio da Sociedade Brasileira de Matemática (SBM), e promovida com recursos do Ministério da Educação e do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC).

Criada em 2005 para estimular o estudo da matemática e identificar talentos na área, a Obmep tem como objetivos principais estimular e promover o estudo da Matemática, contribuir para a melhoria da qualidade da educação básica, possibilitando que um maior número de alunos brasileiros possa ter acesso a material didático de qualidade, identificar jovens talentos e incentivar seu ingresso em universidades, nas áreas científicas e tecnológicas.

A Obmep visa ainda incentivar o aperfeiçoamento dos professores das escolas públicas, contribuindo para a sua valorização profissional, integração das escolas brasileiras com as universidades públicas, institutos de pesquisa e com as sociedades científicas e promover a inclusão social por meio da difusão do conhecimento.

O público-alvo da Obmep é composto de alunos do 6º ano do Ensino Fundamental até último ano do Ensino Médio. Em 2017, mais de 18 milhões de alunos participaram da olimpíada.

DIÁRIO DO SERTÃO

SHOW AO VIVO

VÍDEO: Banda da cidade de Baixio, no Ceará, agita o programa Balanço Diário com sucessos do forró

PROGRAMA PSICOLOGIA NO AR

VÍDEO: Professora e alunos falam sobre a importância da campanha Setembro Amarelo para prevenir suicídio

SETEMBRO AMARELO

VÍDEO: Médico psiquiatra e padre de Cajazeiras debatem sobre causas, efeitos e prevenção ao suicídio

ENTREVISTA

VÍDEO: Pastor declara que católicos e evangélicos do Brasil devem se unir contra partidos de esquerda