header top bar

section content

SERTÃO: Estudante de 14 anos, de escola pública é ouro na Olimpíada Brasileira de Matemática

Na última edição, realizada em 2016, o estudante conquistou a medalha de bronze.

Por Luzia de Sousa

06/08/2018 às 15h57

Aluno da Escola Estadual de Tavares conquista medalha de ouro na Obmep

O estudante Gabriel Porfírio Tertuliano, de 14 anos, que cursa o 8º ano do Ensino Fundamental na Escola Estadual Adriano Feitosa, localizada no município de Tavares, conquistou a medalha de ouro na Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (Obmep). Esta não é a primeira conquista de Gabriel na Obmep. Na última edição, realizada em 2016, o estudante conquistou a medalha de bronze.

A gestora da Escola Estadual Adriano Feitosa, Maria de Fátima de Melo Cândido, destacou a necessidade de um olhar diferenciado para alunos que se destacam. “Ao identificarmos um aluno talentoso, trabalhamos com este aluno a sua autoestima para ampliar suas habilidades e reforçar seu conhecimento. Encaminhamos esses alunos pra aulas de reforço, damos suporte e total assistência quando este realiza cursos online, a exemplo do PIC (Programa de Iniciação Científica – destinado aos alunos medalhistas), que o aluno Gabriel Porfírio participava no laboratório de informática da escola, além de outras ações, como por exemplo projetos e feira de conhecimento, envolvendo estes alunos”, explicou.

Aluno da Escola Estadual de Tavares conquista medalha de ouro na Obmep

Obmep
A Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas é um projeto nacional dirigido às escolas públicas e privadas brasileiras, realizado pelo Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada (IMPA), com o apoio da Sociedade Brasileira de Matemática (SBM), e promovida com recursos do Ministério da Educação e do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC).

Criada em 2005 para estimular o estudo da matemática e identificar talentos na área, a Obmep tem como objetivos principais estimular e promover o estudo da Matemática, contribuir para a melhoria da qualidade da educação básica, possibilitando que um maior número de alunos brasileiros possa ter acesso a material didático de qualidade, identificar jovens talentos e incentivar seu ingresso em universidades, nas áreas científicas e tecnológicas.

A Obmep visa ainda incentivar o aperfeiçoamento dos professores das escolas públicas, contribuindo para a sua valorização profissional, integração das escolas brasileiras com as universidades públicas, institutos de pesquisa e com as sociedades científicas e promover a inclusão social por meio da difusão do conhecimento.

O público-alvo da Obmep é composto de alunos do 6º ano do Ensino Fundamental até último ano do Ensino Médio. Em 2017, mais de 18 milhões de alunos participaram da olimpíada.

DIÁRIO DO SERTÃO

DEPENOU O GALO

VEJA OS GOLS: Atlético de Cajazeiras vence o Treze de Campina e assume a liderança isolada do Paraibano

NA TELA DA TV DIÁRIO

Diário Esportivo traz tudo sobre a 2ª rodada do Paraibano; Tático narra gol da vitória do Atlético

SE CUIDE!

VÍDEO: No Janeiro Branco, Diversidade em Foco promove uma ‘Conversa sobre suicídio e como evitá-lo?’

RECONHECIMENTO

Prefeito de Sousa garante ajuda mensal ao médico cubano: “Eu irei ajudá-lo em todos os momentos”