header top bar

section content

Viúva do cantor Champignon relembra morte do marido: ‘Não notei um pedido de socorro’

'Conversa com Bial' debateu o suicídio com a presença de jornalistas e especialistas

Por Gshow

28/04/2018 às 08h03 • atualizado em 27/04/2018 às 16h06

Claudia Bossle comenta morte de Champignon (Foto: TV Globo)

O Conversa com Bial recebeu na quinta-feira (26), o psiquiatra Neury Botega, a psicóloga Karin Scavacini e o jornalista André Trigueiro para discutir um problema de saúde pública estigmatizado e de difícil abordagem, o suicídio.

A cantora Claudia Bossle, viúva do músico Champignon – que tirou a própria vida com um tiro na cabeça em setembro de 2013, também participou do papo. Grávida de quatro meses na época da tragédia, ela contou não ter percebido sinais de que o baixista da banda Charlie Brown Jr. corria risco:

“Não notei um pedido de socorro”.
“A gente falava sobre isso, ele dizia que era o pior tipo de morte”.
“O que encontrei depois, mexendo nos cadernos de música dele, foi coisas que ele andava escrevendo como: ‘vivo num pesadelo que nunca tem fim’”.
“Ele estava querendo muito [ter um filho]. Estava muito feliz com tudo isso”.

Estatísticas alarmantes
Nos últimos 45 anos, o suicídio cresceu 60% no mundo, segundo dados da Organização Mundial da Saúde.

Fonte: Gshow - https://gshow.globo.com/programas/conversa-com-bial/noticia/viuva-de-champignon-relembra-morte-do-marido-nao-notei-um-pedido-de-socorro.ghtml

ESTÁ NA CAPITAL DESDE 2015

EXCLUSIVO: Após três anos, lendário padre de Cajazeiras revela o que motivou sua ida para João Pessoa

AMOR E FÉ

ESPECIAL DE FÉRIAS: Crianças e adolescentes de Cajazeiras e Sousa abrilhantam programa na TV Diário

AUXILIAR DO TROVÃO

VÍDEO: Agora no Atlético-PB, ex-jogador do Corinthians está confiante em vaga no Brasileirão da Série D

SAÚDE & BEM-ESTAR

VÍDEO: Médico alerta para consequências do uso excessivo de alguns medicamentos no aparelho digestivo