header top bar

string(11) "show-diario"

section content

Monólogo sobre empoderamento e a libertação da mulher é apresentado no Centro Cultural em Sousa

O espetáculo conta com a direção de Cely Farias, a atuação de Kassandra Brandão, que também assina a dramaturgia com Joht Cavalcanti, música de Matteo Ciacchi e desenho de luz de Fabiano Diniz.

Por Diário do Sertão com Assessoria

13/06/2018 às 19h20

Empoderamento e a libertação da mulher serão discutidos em Sousa

Neste sábado (16) o grupo pessoense Graxa de Teatro apresenta o monólogo “Travessia” no Centro Cultural Banco do Nordeste Sousa (CCBNB Sousa). O espetáculo ocorre no Teatro Multifuncional às 20h30 e a entrada é gratuita.

O monólogo exibe uma mulher perdida em suas lembranças que revive poeticamente algumas situações que aconteceram em sua vida. O passado é representado por objetos, sons e imagens que desencadeiam na personagem emoções e sentimentos em processo cíclico de desconstrução e reconstrução, até que é conquistado o seu empoderamento como mulher.

O espetáculo conta com a direção de Cely Farias, a atuação de Kassandra Brandão, que também assina a dramaturgia com Joht Cavalcanti, música de Matteo Ciacchi e desenho de luz de Fabiano Diniz.

Grupo Graxa de Teatro

Fundado em 2005, o grupo é composto pelos atores: Cely Farias, Ingrid Castro, Joht Cavalcanti, Kassandra Brandão e Marcelo Marques, além do iluminador Erivanilson Lima. Tem como forte característica o teatro de pesquisa, autoral, com foco na corporeidade do ator, na exploração do espaço e na experimentação de soluções criativas diante dos aspectos técnicos do espetáculo.

BLACK FIADO

VÍDEO: Conheça a versão mais popular da Black Friday que agita o comércio de Cajazeiras durante 30 dias

DESTAQUES DA SEMANA

VÍDEO: Repercussão da entrevista de José Aldemir encabeça as polêmicas do Direto ao Ponto desta terça

PROGRAMA DE MÚSICA

VÍDEO: Confira as novidades que vêm aí na nova temporada do Acústico Diário com cantor cajazeirense

VÍDEO

Secretário responde a sindicato e diz que acusações contra prefeito de Cajazeiras podem parar na Justiça