header top bar

section content

Psicólogo conta que sofreu preconceito, fala sobre suicídios de jovens e Parada Gay. Veja

Natural de João Pessoa, Everaldo Holanda Júnior formou-se em psicologia e educação física na capital da Paraíba.

Por

12/06/2015 às 15h58

O Interview dessa quinta-feira (11) recebeu o psicólogo e educador físico, Everaldo Holanda Júnior que contou um pouco da sua trajetória de vida e disse que sofreu preconceito em alguns lugares por onde passou. “Às vezes o estilo que você tem faz com que a sociedade lhe ponha um rótulo”, comentou.

Para Júnior, a própria psicologia sofre preconceito por parte da sociedade. “Isso vem diminuindo ao longo dos anos, mas, as pessoas continuam tendo uma ideia diferente do que realmente é a psicologia”, disse.

O psicólogo falou sobre a onda de suicídios que se abateu sobre jovens do sertão da Paraíba e aconselhou as famílias a prestarem um pouco mais de atenção ao comportamento dos filhos. “O suicídio é um ato desesperado, mas, precisamos compreender um pouco mais do próximo para tentar ajuda-lo de alguma forma”, disse.

Por fim, Júnior falou sobre a polêmica que vem se estendendo com relação a parada gay em São Paulo e o uso de símbolos religiosos. “Precisamos nos respeitar mais”, disse o psicólogo.

Trajetória
Natural de João Pessoa, Everaldo Holanda Júnior formou-se em psicologia e educação física na capital da Paraíba. Trabalhou no estado do Maranhão e em seguida, voltou para a Paraíba. Atualmente atende na cidade de Sousa e dá aulas na Faculdade Santa Maria em Cajazeiras.

DIÁRIO DO SERTÃO

Tags:
CASO AINDA REPERCUTE

EXCLUSIVO: Diretora fala pela primeira vez sobre morte de mulher no HRC: “A equipe fica consternada”

COM OLIVAN PEREIRA

VÍDEO: Exoneração do sobrinho de Rivelino Martins e nomeação de Maura Sobreira agitam o Direto ao Ponto

CONTRA A LIBERAÇÃO

VÍDEO: Comandante da PM de Cajazeiras vê risco de aumentar crimes domésticos e fúteis com posse de arma

EM 2020

VÍDEO: Deputado federal sugere que Chico Mendes pode ser candidato a prefeito de Cajazeiras pelo PTB