header top bar

string(13) "diario-sertao"

section content

Professor fala de Cinema e da falta de laboratório em Colégio

Durante a entrevista o empresário conta que abriu a locadora de vídeo há 18 anos para que sua esposa tivesse uma atividade financeira em sua residência.

Por

18/01/2015 às 18h58

O Interview, da TV Diário do Sertão dessa quarta-feira (14), conversou com o professor José Iran da Silva, ele que também é proprietário da 'Viva Vídeo Locadora', uma das pioneiras no ramo. 

Professor Iran nasceu no município de Monte Horebe e aos três anos veio para a cidade de Cajazeiras, onde estudou, formou-se em geografia, teve três filhos e desempenha a docência nas escolas Polivalente e Costa e Silva, Estado e município respectivamente. 

VIVA VÍDEO LOCADORA 
Durante a entrevista ele conta que abriu a locadora de vídeo há 18 anos para que sua esposa tivesse uma atividade financeira em sua residência, na Rua Engenheiro Carlos Pires de Sá. Iran disse que de quatro anos para cá, há muitas dificuldades no mercado de locadoras. "Com os canais a cabo de quatro anos para cá caiu demais o movimento. A pirataria também prejudicou bastante, mas temos acervo”. Disse.

Falando sobre o cinema de Cajazeiras, Iran disse que a comodidade de assistir um filme em casa fez como que os empresários da Terra do Padre Rolim fechassem os cinemas, pois faltavam clientes. 

?

PISO SALARIAL
José Iran fala sobre o piso salarial, ele que é integrante da diretoria do SINFUNC (Sindicato dos Funcionários Públicos Municipais de Cajazeiras); "De dois anos para cá melhorou bastante… Hoje dá para fazer planos".  Iran diz que o Piso era para ser uma referência, porém "o Estado dá muitas gratificações e isso acaba prejudicando, quando se aposenta perde tudo, isso é ruim." Relata que "a peleja foi grande para se conseguir estabelecer esse Piso no município. Hoje está melhor do que ontem". Sobre o reajuste de 2015, Iran diz que a prefeitura tem que começar a pagar agora em janeiro, já com relação ao Estado o professor diz não saber; "falou-se em dobrar o salário em quatro anos", para isso teria que reajustar 25% nesse momento, "acho difícil", disse o professor.

ESCOLAS PÚBLICAS
Para o professor as dificuldades do passado eram maiores e que houveram avanços na educação. "Temos hoje mais facilidades. É preciso que os alunos se interessem." Sobre os projetos que incluem as novas tecnologias afirma ainda não ter visto na prática, "o Polivalente ainda não possui Laboratório de Robótica". 

Para melhorias na área o professor vê positiva a ideia dos deputados ter que matricularem seus filhos nas escolas públicas. "Meus filhos estudaram em escolas públicas, como meus alunos iriam acreditar que dá certo se eu não fizesse assim… Os governantes, secretários têm que ter comprometimento fora do comum, não basta compromisso. Se pensar o aluno só como número, se o secretário não for bom à gestão falha."

Assista o programa na íntegra 

DIÁRIO DO SERTÃO

Tags:
BLACK FIADO

VÍDEO: Conheça a versão mais popular da Black Friday que agita o comércio de Cajazeiras durante 30 dias

DESTAQUES DA SEMANA

VÍDEO: Repercussão da entrevista de José Aldemir encabeça as polêmicas do Direto ao Ponto desta terça

PROGRAMA DE MÚSICA

VÍDEO: Confira as novidades que vêm aí na nova temporada do Acústico Diário com cantor cajazeirense

VÍDEO

Secretário responde a sindicato e diz que acusações contra prefeito de Cajazeiras podem parar na Justiça