header top bar

section content

Goleiro Bruno vai dar aulas de futebol para crianças fora da cadeia

A decisão foi tomada pela 1ª Vara Criminal e de Execuções Penais de Varginha

Por Priscila Belmont

03/08/2017 às 16h37 • atualizado em 03/08/2017 às 18h43

© Reprodução

O ex-goleiro do Flamengo Bruno Fernandes foi autorizado nesta quarta-feira (2) a trabalhar fora do Presídio de Varginha, onde está preso desde 27 de abril. Segundo o Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), o jogador vai dar aulas de futebol para crianças e adolescentes assistidos no Núcleo de Capacitação para a Paz (Nucap).

A decisão foi tomada pela 1ª Vara Criminal e de Execuções Penais de Varginha. O despacho aponta que o goleiro Bruno apresenta bom comportamento e não apresenta alteração psicopatológica.

De acordo com o G1, o Nucap irá buscar o detendo de dentro do pátio da unidade prisional, sem ter qualquer contato com o mundo externo. Na entidade, o jogador não terá acesso a área externa, nem a pessoas estranhas, salvo familiares.

A Nucap será responsável por um controle de atividades desenvolvidas pelo réu. A entidade deverá comunicar à Justiça qualquer irregularidade no trabalho.

Relembre o caso

Ex-goleiro do Flamengo, Bruno estava preso desde 2010, acusado de envolvimento no assassinato de Eliza Samudio. Ele foi condenado em 2013 a 22 anos e 3 meses de prisão, em regime fechado, por homicídio triplamente qualificado e ocultação de cadáver contra a ex-amante.

Em fevereiro deste ano, Bruno conseguiu habeas corpus e retornou a carreira após fechar acordo com o Boa Esporte. No entanto, o goleiro voltou para a prisão em abril após um pedido do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, que solicitou a revogação do habeas corpus concedido ao atleta.

Noticias ao minuto

OS CIRENEUS DO CAMINHO

VÍDEO: Programa Mensagem de Esperança reflete sobre imunização espiritual e como lidar com adversários

'MENSAGEM DE FÉ'

VÍDEO: Padre apresenta programa especial na TV sobre a tradicional Festa de Dom Bosco em Cajazeiras

'OPINIÃO DO CIDADÃO'

VÍDEO: Em Cajazeiras, presidente da OAB-PB diz ser contra posse de arma: “Índices de mortes aumentam”

PROPRIEDADES EMBARGADAS

VÍDEO: Impedidos de plantar, agricultores de Cajazeiras acusam IBAMA de excessos na aplicação de multas