header top bar

section content

Nacional de Patos aprova fórmula do estadual e prevê economia com salários

Presidente da equipe sertaneja, Alisson Nunes, acredita que diminuição na quantidade de datas da competição estadual vai gerar uma economia financeira para todas as equipes envolvidas

Por Priscila Belmont

30/10/2017 às 09h21

Alisson Nunes aprovou a fórmula de disputa do Campeonato Paraibano de 2018, mas ainda vê disparidade entre as equipes (Foto: Reprodução / TV Paraíba)

A última semana foi marcada pelas definições com relação ao Campeonato Paraibano de 2018. Entre os assuntos debatidos e acertados, o principal deles é o novo formato da competição, agora com 16 datas. A fórmula que serviu de base para o formato final foi apresentada pelos times do Sertão, entre eles o Nacional de Patos, que retorna à elite do futebol estadual após três anos.

Para o presidente do Naça, Alisson Nunes, as novas normas da competição agradaram ao clube, especialmente pela redução nos gastos com folha de pagamento. Para o mandatário sertanejo, isso vai ser uma melhoria em relação ao que vinha sendo realizado no estado até este ano.

– A Copa do Mundo vai apertar o campeonato, o que vai nos dar pelo menos um mês de folha a menos. Antes eram cerca de cinco meses de campeonato e um de pré-temporada. A competição diminuiu pelo menos uma folha para quem quer que seja, indo para a final ou não. Isso pode ser considerado um benefício, já que a situação financeira não está boa em quase nenhum lugar – comentou Alisson Nunes.

A FÓRMULA

Para a disputa do Campeonato Paraibano, as 10 equipes foram divididas em dois grupos. No Grupo A, estão Auto Esporte, Botafogo-PB, Campinense, Nacional de Patos e Sousa. Já no Grupo B estão Atlético de Cajazeiras, CSP, Desportiva Guarabira, Serrano e Treze.

Todos do Grupo A vão enfrentar todos do Grupo B e o primeiro colocado de cada grupo se classifica direto para as semifinais. Além disso, os segundos e terceiros colocados vão se enfrentar dentro de cada grupo em um mata-mata com dois jogos e após os confrontos será estabelecido quem vai para as semifinais. As duas equipes de pior campanha entre os dois grupos vão disputar um quadrangular, com jogos de ida e volta de cada grupo, onde será definido os rebaixados.

– Eu não concordei a priori com a formatação dos clubes, achei que ficou desequilibrado. Mas isso se responde dentro de campo. As equipes que tiverem melhor desempenho, vão acabar se sobressaindo.

Em 2018, o Nacional de Patos retorna à disputa do estadual pensando grande. Após conquistar o título da Segunda divisão deste ano, a diretoria do Canário aposta em uma boa campanha e, quem sabe, até a briga pelo título na principal divisão do futebol estadual.

Globo Esporte PB

Recomendado para você pelo google

COBRA REAJUSTE DE 2018

VÍDEO: Sindicalista elogia Zé Aldemir por salário de professores, mas diz que felicidade é ‘entre aspas’

ANALISAR MELHOR FORMA

Presidente da OAB Nacional diz que irá discutir modelo legal para a questão do armamento no Brasil

PARTICIPE!

Retiro de Carnaval de Pombal recebe adesão de fiéis para a execução do maior evento religioso da cidade

SANTA MARIA

VÍDEO: Faculdade de Cajazeiras é contraponto a injustiças sociais e falta de ‘gentilezas’, diz diretora