header top bar

section content

VÍDEO: Em Cajazeiras, Blindado faz balanço de 2017 e afirma que objetivo é lutar em evento internacional

Lutador cajazeirense de MMA explica que em 2017 lutou apenas uma vez e que no resto do tempo se afastou da mídia e se dedicou a treinar para chegar ao UFC

Por Jocivan Pinheiro

28/12/2017 às 15h46 • atualizado em 28/12/2017 às 15h50

De passagem por Cajazeiras, onde costuma celebrar o Natal e as festas de fim de ano com a família, o lutador cajazeirense de MMA Bruno Blindado fez um balanço de 2017 para sua carreira em entrevista à TV Diário do Sertão.

Bruno explica que em 2017 lutou apenas uma vez e que no resto do tempo se afastou da mídia e se dedicou a treinar, aperfeiçoando técnicas e hábitos do cotidiano.

“Foi um ano em que eu sofri calado”, disse o lutador. Mas que, na sua avaliação, valeu a pena porque o deixou mais tranquilo e preparado para os próximos desafios.

VEJA TAMBÉM: Projeto Karatê Campeão, de Cajazeiras, recebe visita de Bruno Blindado, que emociona os alunos

Bruno Blindado esteve visitando o projeto Karatê Campeão, em Cajazeiras

O objetivo de Bruno em 2018 é lutar em eventos internacionais. Os alvos são KSW, Bellator e, claro, UFC.

“Num desses três eventos é o que quero entrar. Mesmo que eu faça uma luta até março – talvez role na China – eu quero um desses três eventos. Vai ser um sonho muito realizado, e minha vida vai estabilizar um pouco no financeiro também. Eu quero chegar aos 30 anos de idade com minha vida mais tranquila”, projetou o jovem.

“Mas eu não tenho do que reclamar. Deus é muito bom. Comigo eu acho que ele falou assim: ‘cara, tu não vai ser rico, mas vai ser feliz’”, conclui.

DIÁRIO ESPORTIVO

"AQUI NESSA MESA DE BAR"

VÍDEO: Homenagem a garçons de Cajazeiras no programa Xeque-Mate tem música, drinks e boas histórias

SAÚDE E BEM-ESTAR

VÍDEO: Sangramento nas regiões do reto e do ânus pode ser sinal de doença grave, avisa médico

APOIO DE CRAQUE

VÍDEO: Embaixador do Campeonato Paraibano, Hulk diz que está à disposição para ajudar clubes do Sertão

COMISSÃO DE DIREITOS HUMANOS

VÍDEO: Para advogado da OAB de Cajazeiras, investir em presídios e não em escolas é ‘enxugar gelo’